G1 Mundo

Na Espanha, união dos partidos de direita e de extrema-direita avança no número de cadeiras no Parlamento

today25 de julho de 2023 6

share close

Uma vitória que não é vitória. Aliás, que está sendo considerada uma derrota. O Partido Popular, de direita, ganhou as eleições na Espanha. Mas não conseguiu maioria para formar governo. Junto com o aliado VOX, de extrema-direita, chega a 169 cadeiras no Parlamento, sete a menos que o necessário.

O VOX é contra leis que protegem as mulheres e contra direitos iguais para a comunidade LGBTQIA+. A presença do VOX seria a primeira participação da extrema direita no governo desde o fim da ditadura de Franco e o retorno da Espanha à democracia, na década de 1970.

O partido foi o terceiro colocado na eleição passada, mas perdeu 19 parlamentares na votação de domingo (23). Mesmo assim, o líder do Partido Popular, Alberto Núñez Feijóo, disse que acredita poder formar um governo estável.



O analista político Miguel Murado considera que isso está fora de questão. A aliança com o VOX vai dificultar a obtenção de apoio de qualquer outra corrente política.

“”A ação agora se move para o bloco de esquerda, que está no fio da navalha, mas pode permanecer no poder”, afirma o analista político Miguel Murado.

Os governistas socialistas e o Sumar, de extrema-esquerda, conquistaram 153 assentos.

O primeiro-ministro Pedro Sánchez, do Partido Socialista Operário Espanhol, agora negocia o apoio dos separatistas bascos e catalães – como fez após as eleições de 2019 – e reivindicou a vitória da esquerda.

“Há muitos mais de nós que queremos que a Espanha continue avançando”, disse Sanchez.

Agora, o Parlamento tem três semanas para se reunir e escolher um líder temporário. O rei Felipe VI vai se encontrar com Sanchez e Feijóo e convidar um deles para formar o novo governo. O que ninguém quer é uma nova eleição na época do Natal.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

G1 Mundo

Desabamento de prédio em Camarões deixa 37 mortos

O desabamento de um prédio residencial em Douala, capital econômica de Camarões, na madrugada de domingo (23), deixou ao menos 37 mortos e 21 feridos, segundo um novo balanço provisório divulgado nesta segunda-feira (24) pelos bombeiros e autoridades locais. No domingo, por volta de 01h30 (21h30 de sábado, no horário de Brasília), um prédio residencial de quatro andares, localizado no norte da cidade, desabou sobre outro prédio residencial de um andar. O incidente deixou 37 mortos e 21 feridos, cinco […]

today25 de julho de 2023 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%