G1 Mundo

No G20, Lula diz que questões geopolíticas não podem sequestrar a agenda do grupo

today10 de setembro de 2023 11

Fundo
share close

No discurso de encerramento da Cúpula do G20, na Índia, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que questões geopolíticas não podem sequestrar a agenda do grupo. A última sessão do encontro, que ocorreu em Nova Délhi, foi feita neste domingo (10).

Lula fez a afirmação ao explicar como o Brasil irá organizar os trabalhos do G20 enquanto estiver à frente do bloco. O mandato brasileiro começa em dezembro deste ano e terminará em novembro de 2024.

Segundo o presidente, não interessa um “G20 dividido”.



“Só com uma ação conjunta é que podemos fazer frente aos desafios dos nossos dias. Precisamos de paz e cooperação em vez de conflitos”, disse.

No sábado (9), durante entrevista ao canal indiano “Firstpost”, Lula disse que convidará o presidente da Rússia, Vladimir Putin, para a Cúpula do G20 no Rio de Janeiro.

“Eu acho que o Putin pode ir tranquilamente para o Brasil. Eu posso lhe dizer, se eu for o presidente do Brasil e ele for ao Brasil, não há por que ele ser preso”, afirmou.

Na mesma entrevista, Lula disse que o G20 não é o fórum adequado para discutir a guerra na Ucrânia e afirmou que o Brasil deseja participar dos esforços para a paz.

Brasil na presidência do G20

No discurso, Lula adiantou como o Brasil deve trabalhar à frente do G20. Segundo o presidente, a liderança do país se baseará em três prioridades:

  1. inclusão social e combate à fome;
  2. transição energética;
  3. reforma das instituições de governança global.

Segundo Lula, o lema da presidência brasileira no G20 será “Construindo um mundo justo e um planeta sustentável”.

Lula prometeu ainda a criação de duas alianças globais, sendo uma para combate à fome e à pobreza e outra para a mudança do clima.

“Precisamos redobrar os esforços para alcançar com a meta de acabar com a fome no mundo até 2030. Caso contrário, estaremos diante do maior fracasso multilateral dos últimos anos”, disse.

Além disso, Lula disse que o Brasil pretende organizar os trabalhos do G20 em três orientações gerais:

  • fazer com que as trilhas políticas e de finanças trabalhem de forma mais integrada, com recursos necessários para implementação de políticas públicas;
  • ouvir a sociedade, assegurando a expressão e recomendação de grupos de engajamento;
  • não deixar que questões geopolíticas sequestrem a agenda de discussões do bloco.

VÍDEOS: mais assistidos do g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

romenia-encontra-fragmentos-de-drones-militares-e-convoca-encarregado-russo-no-pais

G1 Mundo

Romênia encontra fragmentos de drones militares e convoca encarregado russo no país

A Romênia convocou o encarregado de negócios da Rússia no país após encontrar fragmentos de drones militares semelhantes aos usados pelos russos. A reunião, que aconteceu no sábado (9), foi divulgada pelo governo romeno neste domingo (10). Membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), a Romênia faz fronteira com a Ucrânia. Na segunda-feira (4), o governo ucraniano chegou a afirmar que drones russos haviam caído na Romênia. No […]

today10 de setembro de 2023 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%