G1 Santos

Nova área de proteção ambiental em Guarujá, SP, tem 94,7% de aprovação popular

today5 de maio de 2024 7

Fundo
share close

Atualmente, Guarujá tem duas APAs já estabelecidas, a da Serra do Guararu e a da Serra de Santo Amaro. A proposta é avaliar uma terceira, na região Sudoeste, que compreende o bairro Santa Cruz dos Navegantes e praias como Guaiúba e Sangava.

De acordo com a administração municipal, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Segurança Climática (Semam) recebeu 170 manifestações a favor da criação da APA.

Entidades públicas e privadas têm participado do processo há cerca de um mês, por meio de um espaço que segue aberto para a formalização oficial de sugestões e dúvidas.



Veja como pensa o restante da população:

  • 1,76% são desfavoráveis à criação da APA;
  • 2,35% têm opinião indefinida;
  • 1,17% aprovam a criação da nova APA, mas com outra proposta de traçado (limite territorial).

A Semam é a responsável por conduzir o processo e receber considerações, que vão de áreas que podem ser incluídas no projeto a espécies de aves migratórias a serem beneficiadas, além de pontos necessários para coibir crimes ambientais.

Ainda segundo a prefeitura, a presidente da Associação dos Moradores e Amigos das Astúrias e Galhetas (Amaag), Izabella Margonari, solicitou a inclusão da Praia das Astúrias no traçado e um olhar especial no combate ao descarte irregular de lixo.

Até o momento, a proposta de traçado compreende cerca de 1.200 hectares e inclui cerca de 15 locais: praias das Astúrias, Tombo, Guaiúba, Góes, Saco do Major, Sangava e Cheira Limão; os bairros Jardim Las Palmas, Vila Lygia, Santa Rosa e Santa Cruz dos Navegantes; além do Forte dos Andradas, Marinas, Complexo Industrial e Naval de Guarujá (CING) e Fortaleza da Barra Grande.

A Prefeitura de Guarujá receberá sugestões de delimitação da futura APA até a primeira audiência pública, prevista para junho. Elas devem ser realizadas de forma oficial, então não serão consideradas manifestações por redes sociais.

Os interessados podem encaminhar as sugestões via formulário on-line, ofício, e-mail (semam@guarujá.sp.gov.bre semam.dpa@gmail.com), além do modo presencial na sede da Semam (Avenida Santos Dumont, 640 – Santo Antônio).

Com terceira nova APA, Guarujá pode ter mais de 60% do território protegido — Foto: Divulgação/Prefeitura de Guarujá

As APPs são áreas verdes já asseguradas pelo Código Florestal Brasileiro, onde há diversas proibições, como a ocupação por edificações ou a supressão de vegetação, além do desmatamento.

Já a criação de uma APA não altera o desenvolvimento da vida e o funcionamento das atividades locais existentes. Na prática, o município e a sociedade civil passam a ter um melhor controle do espaço com características especiais, diminuindo os impactos ambientais.

A APA é legalmente respaldada por regime jurídico. Trata-se de uma ferramenta de gestão e proteção ambiental compartilhada entre o poder público e a sociedade civil, com atuação dos conselhos gestores.

Uma APA favorece o manejo sustentável e a busca por recursos para investimentos. Atualmente, Guarujá possui duas APAs: Serra do Guararu e Serra de Santo Amaro, instituídas respectivamente em 2012 e 2021 e representam 48% do território.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

homem-e-preso-por-roubo-apos-ser-imobilizado-por-moradores-no-litoral-de-sp;-video

G1 Santos

Homem é preso por roubo após ser imobilizado por moradores no litoral de SP; VÍDEO

Um homem foi filmado ajoelhando sobre as costas de outro, detido suspeito de roubar um celular, em Santos, no litoral de São Paulo. Nas imagens, obtidas pelo g1 neste domingo (5), é possível ouvir uma mulher pedindo aos gritos para que o criminoso não fosse machucado. "Tira o joelho da cabeça dele" (assista acima). O caso aconteceu na Avenida Marechal Floriano Peixoto, no bairro Gonzaga, por volta das 16h do […]

today5 de maio de 2024 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%