G1 Mundo

Número de mortos em terremoto no Japão sobe para 200, e mais de 1.000 seguem isolados

today9 de janeiro de 2024 13

Fundo
share close

Subiu para 200 o número de mortos pelo terremoto de magnitude 7,6 que atingiu o Japão no primeiro dia de 2024, disse nesta terça-feira (9) o governo de Ishikawa. Mais de uma semana após o tremor, cerca de 2.000 pessoas estão isoladas por estradas destruídas, também segundo o governo local.

O terremoto atingiu a região, na costa oeste do país, em 1º de janeiro, e gerou um alerta de tsunami que ficou em vigor por cerca de 24 horas. Ondas de mais de um metro de altura foram registradas. Até a manhã de terça-feira, mais de 300 pessoas seguiam desaparecidas.

A maioria dos desaparecidos é da cidade de Wajima, uma das mais afetadas pelo tremor. A cidade também foi palco de graves incêndios em decorrência do sismo. Segundo o governo japonês, milhares de pessoas seguiam sem água ou energia nesta terça-feira.



Seguido por centenas de tremores secundários, o terremoto também causou milhares de deslizamentos de terra e o desabamento de edifícios e estradas em toda a região.

O tremor foi sentido até Tóquio, a 300 km de distância.

Também nesta terça, o governo enviou mais de mil militares e bombeiros de diferentes pontos do país para apoiar os esforços de socorro. O foco principal são as buscas sob escombros em Wajima.

Mas a neve que atinge a península de Noto, com temperaturas que não ultrapassaram os 4°C, dificultam os trabalhos.

Idosa é encontrada com vida 5 dias após terremoto ter atingido o Japão

Idosa é encontrada com vida 5 dias após terremoto ter atingido o Japão

O disse no canal de televisão público NHK que é necessário “evitar a todo o custo mortes” entre os deslocados pelo desastre.

Segundo a imprensa local, a situação nos 404 abrigos temporários abertos pelo governo é precária. De acordo com jornais da região, não há água, eletricidade e aquecimento suficientes para os cerca de 29.000 moradores que estão instalados nos abrigos governamentais.

“Quero melhorar as más condições nos abrigos”, disse o governador da província de Ishikawa, Hiroshi Hase,

Pelo menos 18.000 casas na região de Ishikawa seguiam sem eletricidade, e mais de 66.100 não tinham água.

“A primeira prioridade tem sido resgatar as pessoas que estão sob os escombros e chegar às comunidades isoladas”, declarou o primeiro-ministro, Fumio Kishida.

O Japão registra centenas de terremotos todos os anos, e a maioria não causa danos, em função de protocolos rígidos de construção em vigor há mais de quatro décadas. Mas muitas construções do país são antigas, especialmente em comunidades de zonas rurais como Noto.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

com-lula-focado-em-agendas-internas,-
alckmin-deve-representar-o-brasil-em-posse-presidencial-na-guatemala

G1 Mundo

Com Lula focado em agendas internas, Alckmin deve representar o Brasil em posse presidencial na Guatemala

O vice-presidente da República, Geraldo Alckmin (PSB), deve viajar à Guatemala para a posse do presidente eleito Bernardo Arévalo, marcada para o próximo domingo (14). Em reunião recente, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pediu que Alckmin cumprisse essa agenda internacional – a exemplo do que fez em novembro, na posse do presidente equatoriano Daniel Noboa. Bernardo Arévalo, do campo da centro-esquerda, venceu as eleições presidenciais da Guatemala […]

today9 de janeiro de 2024 2

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%