G1 Mundo

O Assunto #1.145: Chile – os incêndios mortais

today7 de fevereiro de 2024 6

Fundo
share close

Incêndios florestais: Chile enfrenta a pior tragédia em 15 anos — Foto: Jornal Nacional/ Reprodução

O fogo que assola a costa chilena provocou a maior tragédia do país desde 2010. Mais de 130 pessoas morreram, centenas estão desaparecidas e outras milhares ficaram desabrigadas. No auge do verão, com temperaturas acima dos 40°C, os incêndios atingiram as cidades de Valparaíso e Viña del Mar, deixando um rastro de cinzas e destruição. Cerca de 43 focos já foram controlados, mas outras dezenas persistem. O presidente chileno, Gabriel Boric, decretou situação de emergência e convocou o Conselho de Segurança Nacional para solucionar as sequelas da tragédia, e também para investigar a causa dos incêndios avassaladores. Morador de Viña del Mar, o brasileiro Cleo Menezes Júnior descreve a Natuza Nery o horror pelo qual ele e família passaram para fugir do incêndio. Participa também Nilton Cesar Fiedler, coordenador do Núcleo de Pesquisas sobre Incêndios Florestais na Universidade Federal do Espírito Santo. Neste episódio:



– Cleo detalha o momento em que percebeu a gravidade dos incêndios. Num primeiro momento, não estava preocupado, já que os incêndios acontecem anualmente no país, mas ao sair de casa, viu o céu alaranjado e uma forte fumaça: “entrei em modo de sobrevivência”;

– O brasileiro relata que, conforme caminhava por áreas mais próximas dos focos de incêndio, viu o que parecia cena de filme, com pessoas desesperadas nas ruas, carros amontoados e abandonados, botijões explodindo nas casas já vazias, tomadas pelo fogo: “um cenário apocalíptico”;

– Nilton Cesar Fiedler explica que incêndios “na grande maioria das vezes, começam pela ação humana”, mas que os chilenos foram potencializados por questões meteorológicas da região, como a vegetação local, altamente inflamável em tempos de seca elevada, principalmente em decorrência do El Niño;

– O pesquisador conta que, em incêndios dessa magnitude, nas copas das árvores, “as temperaturas passam de 1000°C, e o vento leva esse material incandescente, como se fossem nuvens de fumaça, para regiões muito distantes”, aumentando o risco até em regiões distantes dos focos do fogo.

Incêndios no Chile: geografia, clima e ação humana

Incêndios no Chile: geografia, clima e ação humana

Sobrevivente de incêndio no Chile: “Cenário apocalíptico”

Sobrevivente de incêndio no Chile: “Cenário apocalíptico”

O que você precisa saber:

O podcast O Assunto é produzido por: Mônica Mariotti, Amanda Polato, Carol Lorencetti, Gabriel de Campos, Luiz Felipe Silva e Thiago Kaczuroski. Neste episódio colaborou: Sarah Resende.

VEJA CORTES DO PODCAST O ASSUNTO EM VÍDEO




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

helicoptero-que-levava-sebastian-pinera-caiu-a-400-metros-de-casa-de-amigo;-chovia-forte-no-momento-da-queda,-diz-tv-chilena

G1 Mundo

Helicóptero que levava Sebástian Piñera caiu a 400 metros de casa de amigo; chovia forte no momento da queda, diz TV chilena

Em nota, o Departamento Geral de Aeronáutica Civil do Chile afirma que a queda do Robinson R66 Turbine ocorreu por volta das 15h30 (mesmo horário de Brasília), poucos minutos após a decolagem na cidade de Ilhue, no Lago Ranco. Das quatro pessoas que estavam no helicóptero, apenas Piñera morreu. O jornal "La Tercera" afirma que o ex-presidente estava pilotando o helicóptero e levava outras três pessoas. A TV chilena "T13" […]

today7 de fevereiro de 2024 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%