G1 Mundo

O que é a Otan, organização que convocou 90 mil homens para fazer o maior exercício militar desde a Guerra Fria

today18 de janeiro de 2024 11

Fundo
share close

Os militares participarão de uma série de exercícios conjuntos que trabalharão com o cenário de um “ataque russo”, segundo o comandante-geral da Otan na Europa, o general Christopher Cavoli.

A Otan (sigla que significa Organização do Tratado do Atlântico Norte) é uma aliança formada por 31 países, incluindo EUA, Canadá, Reino Unido e França (veja lista completa abaixo).

A organização passou para o centro das discussões da diplomacia internacional em meados de abril e ao longo de maio de 2022 devido à possibilidade de adesão da Finlândia e da Suécia, em meio à Guerra na Ucrânia. Em abril de 2023, a Finlândia entrou oficialmente para o grupo.



A organização foi criada em 1949, no período da chamada Guerra Fria, sob a liderança dos EUA em oposição à extinta União Soviética. Durante a Guerra Fria, os países ligados aos EUA pertenciam à Otan, e a União Soviética tinha uma aliança nos mesmos moldes, o Pacto de Varsóvia. Após a dissolução do bloco comunista, em 1991, muitos dos países que pertenceram ao Pacto de Varsóvia entraram na Otan – é o caso inclusive da Polônia, cuja capital, Varsóvia, dava nome à antiga aliança.

Desde então, a Otan passou a atuar, sobretudo, como uma aliança que zela pelos interesses econômicos dos membros, com algumas exceções, como por exemplo quando agiu diretamente na Líbia, no conflito que derrubou o ditador Muammar Gaddafi.

Ucrânia, parceira da Otan

A aliança teve papel importante na disputa entre Rússia e Ucrânia, ainda em andamento. Apesar de a Ucrânia não ser um membro da aliança, ela é um considerada um “país parceiro”. Ucranianos, inclusive, pleiteavam entrada no grupo, o que foi um dos motivos que a Rússia alegou para a invadir o território ucraniano.

Tratado da Otan prevê reação contra agressões

O tratado da Otan é composto por 14 artigos. Nos artigos 4 e 5, são mencionadas possíveis ações contra agressões a países membros.

As Partes consultar-se-ão sempre que, na opinião de qualquer delas, estiver ameaçada a integridade territorial, a independência política ou a segurança de uma das Partes.

O artigo 5 também fala sobre invasões a países que fazem parte da Otan:

As Partes concordam em que um ataque armado contra uma ou várias delas na Europa ou na América do Norte será considerado um ataque a todas, e, consequentemente, concordam em que, se um tal ataque armado se verificar, cada uma, no exercício do direito de legítima defesa, individual ou coletiva, reconhecido pelo artigo 51.° da Carta das Nações Unidas, prestará assistência à Parte ou Partes assim atacadas, praticando sem demora, individualmente e de acordo com as restantes Partes, a ação que considerar necessária, inclusive o emprego da força armada, para restaurar e garantir a segurança na região do Atlântico Norte.

Qualquer ataque armado desta natureza e todas as providências tomadas em consequência desse ataque serão imediatamente comunicados ao Conselho de Segurança. Essas providências terminarão logo que o Conselho de Segurança tiver tomado as medidas necessárias para restaurar e manter a paz e a segurança internacionais.

  • ALBÂNIA (2009)
  • ALEMANHA (1955)
  • BÉLGICA (1949)
  • BULGÁRIA (2004)
  • CANADÁ (1949)
  • REPÚBLICA CHECA (1999)
  • CROÁCIA (2009)
  • DINAMARCA (1949)
  • ESLOVÁQUIA (2004)
  • ESLOVÊNIA (2004)
  • ESPANHA (1982)
  • ESTADOS UNIDOS (1949)
  • ESTÔNIA (2004)
  • FINLÂNDIA (2023)
  • FRANÇA (1949)
  • GRÉCIA (1952)
  • HOLANDA (1949)
  • HUNGRIA (1999)
  • ISLÂNDIA (1949)
  • ITÁLIA (1949)
  • LETÔNIA (2004)
  • LITUÂNIA (2004)
  • LUXEMBURGO (1949)
  • MACEDÔNIA DO NORTE (2020)
  • MONTENEGRO (2017)
  • NORUEGA (1949)
  • POLÔNIA (1999)
  • PORTUGAL (1949)
  • REINO UNIDO (1949)
  • ROMÊNIA (2004)
  • TURQUIA (1952)

Os exercícios militares anunciados nesta quinta-feira começarão na semana que vem e durarão até meados de maio, segundo o comandante. E terão a cooperação de soldados da Suécia, país que ainda não faz parte da aliança, mas já solicitou formalmente o ingresso.

“A aliança vai demonstrar sua habilidade para reforçar a região do Atlântico e da Europa com um movimento transatlântico de forças”, disse o comandante-geral da Otan na Europa, o general Christopher Cavoli.

O comandante afirmou que as manobras não têm uma motivação específica e acontecem como parte de exercícios anuais da aliança. Mas ele disse que a convocação das manobras deste ano são as maiores desde os anos da Guerra Fria e que simularão uma invasão russa a um dos países membros.

A convocação recorde da Otan ocorre também no momento em que a Rússia intensificou ataques aéreos a grandes cidades na Ucrânia, em uma tentativa de mostrar força após meses sem conseguir avançar nas linhas de frente de batalha. Atualmente, soldados russos controlam cerca de 20% do território ucraniano, em áreas no leste e no sul do país.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

jatos,-helicopteros,-drones-e-tanques:-o-que-a-otan-vai-usar-no-maior-exercicio-militar-desde-a-guerra-fria

G1 Mundo

Jatos, helicópteros, drones e tanques: o que a Otan vai usar no maior exercício militar desde a Guerra Fria

Os militares participarão de uma série de exercícios conjuntos que trabalharão com o cenário de um "ataque russo", segundo o comandante-geral da Otan na Europa, o general Christopher Cavoli. Segundo a Otan, os veículos de combate que participarão do exercício militar estão distribuídos da seguinte forma: Ao menos 50 navios, de porta-aviões a destróieres;Mais de 80 caças, helicópteros e drones;Pelo menos 1.100 veículos de combate, incluindo 133 tanques e 533 […]

today18 de janeiro de 2024 1

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%