G1 Mundo

‘Onde quer que eu vá, sobrevivo. Me adapto a tudo’, diz Daniel Alves em entrevista a jornal espanhol

today5 de abril de 2024 10

Fundo
share close

O ex-jogador está em liberdade provisória enquanto aguarda os julgamentos de seus recursos na Justiça. Em fevereiro, ele foi condenado por estuprar uma mulher em Barcelona.


Entrevista de Daniel Alves ao jornal “El Periódico”, da Espanha — Foto: Reprodução



O ex-jogador deixou a prisão no dia 25 de março, depois de quase 15 meses preso. Ele pagou uma fiança de 1 milhão de euros para poder aguardar os recursos do caso em liberdade provisória.

Daniel Alves deixa a prisão de Brians 2, em Barcelona, após receber liberdade provisória, em 25 de março de 2024. — Foto: Bruna Casas/ Reuters

Segundo o relato do “El Periódico”, Alves afirmou que o “jogo” que ele precisa disputar está nos tribunais, e que ele não tem ideia de quanto tempo pode durar essa partida, pois há muitos recursos apresentados por todas as partes (o Ministério Público, a acusação e a defesa).

Segundo o relato do jornal, Alves disse que agora sua única obrigação é ir ao tribunal semanalmente. “É isso o que me cabe. Eu também não tenho muito mais para fazer”, afirmou ele, de acordo com o “El Periódico”.

Ele também citou a vida na prisão. Segundo o relato da reportagem, o ex-jogador está mais abatido e magro do que antes da prisão, mas o brasileiro afirma que se adapta a qualquer lugar: “Onde quer que eu vá, sobrevivo. Eu me adapto a tudo, porque para mim não é o lugar que faz a pessoa, e sim a pessoa que faz o lugar”.

A entrevista foi dada num restaurante de Barcelona, enquanto Daniel almoçava com um amigo, de acordo com o jornal.

Daniel Alves é solto após pagar fiança de 1 milhão de euros

Daniel Alves é solto após pagar fiança de 1 milhão de euros

O ex-jogador Daniel Alves, com a prisão de Brians 2 ao fundo, ao ser libertado, em 25 de março de 2024. — Foto: Nacho Doce/ Reuters

A sentença que garantiu a liberdade provisória sob fiança determinou que Daniel Alves:

  • É obrigado a manter uma distância de pelo menos 1 quilômetro da residência da vítima, de seu local de trabalho ou de qualquer outro lugar frequentado por ela — a jovem é de Barcelona e também vive na capital catalã;
  • Também não pode tentar se comunicar com a denunciante através de nenhum meio;
  • Não pode deixar a Espanha;
  • Deve comparecer semanalmente ao Tribunal de Barcelona ou quantas vezes lhe for solicitado.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

resposta-do-ira-a-ataque-que-matou-comandante-da-guarda-revolucionaria-esta-a-caminho,-diz-chefe-do-hezbollah

G1 Mundo

Resposta do Irã a ataque que matou comandante da Guarda Revolucionária está a caminho, diz chefe do Hezbollah

Nasrallah fez comentários transmitidos pela TV nesta sexta-feira (5). "Esteja certo de que a resposta iraniana ao ataque ao consulado em Damasco definitivamente está chegando contra Israel", afirmou ele. O Hezbollah é um grupo do Líbano que recebe apoio do Irã. Na última segunda-feira, o consulado do Irã em Damasco, na Síria, foi atacado e sete membros da Guarda Revolucionária iraniana morreram, entre eles, um comandante sênior da Força Quds, […]

today5 de abril de 2024 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%