G1 Mundo

Resposta do Irã a ataque que matou comandante da Guarda Revolucionária está a caminho, diz chefe do Hezbollah

today5 de abril de 2024 6

Fundo
share close

Nasrallah fez comentários transmitidos pela TV nesta sexta-feira (5). “Esteja certo de que a resposta iraniana ao ataque ao consulado em Damasco definitivamente está chegando contra Israel“, afirmou ele.

O Hezbollah é um grupo do Líbano que recebe apoio do Irã. Na última segunda-feira, o consulado do Irã em Damasco, na Síria, foi atacado e sete membros da Guarda Revolucionária iraniana morreram, entre eles, um comandante sênior da Força Quds, o general de brigada Mohammad Reza Zahedi. O Irã prometeu vingança.

Segundo o líder do Hezbollah, o ataque israelense ao consulado do Irã marcou um “ponto de virada” na dinâmica do Oriente Médio.



Os conflitos na região aumentaram desde 7 de outubro do ano passado, quando o grupo terrorista Hamas, que governa a Faixa de Gaza, atacou Israel.

Israel se prepara para ataque do Irã

Israel se preparou para a possibilidade de um ataque retaliatório, cancelando as licenças de todas as unidades de combate e mobilizando mais tropas para as unidades de defesa aérea.

O ministro da Defesa Yoav Gallant disse nesta sexta-feira a soldados israelenses em uma base aérea que Israel ataca os inimigos onde quer que seja: “Pode ser em Damasco e pode ser em Beirute”, disse.

“O inimigo é duramente atingido em todos os lugares e, portanto, está procurando maneiras de responder. Estamos prontos com uma defesa em várias camadas.”

Fumaça perto de edifícios diplomáticos do Irã em Damasco, na Síria, em 1º de abril de 2024 — Foto: Firas Makdesi/Reuters

Até agora, o Irã evitou entrar diretamente no conflito, mas apoiou uma série de ataques de aliados em toda a região a alvos israelenses e norte-americanos no Líbano, na Síria, no Iêmen e no Iraque.

Diplomatas e analistas afirmam que a elite clerical do Irã não quer uma guerra total com Israel ou com os EUA, o que poderia colocar em risco seu poder, e prefere continuar usando representantes para realizar ataques táticos seletivos contra inimigos.

O Hezbollah tem trocado tiros com Israel através da fronteira sul do Líbano desde 8 de outubro.

No sábado, um ataque israelense na cidade de Marjayoun matou três combatentes do Amal, segundo fontes médicas e de segurança. Cerca de 270 integrantes do Hezbollah também foram mortos.

Nasrallah disse nesta sexta que o grupo tem armas e forças que ainda não foram usadas contra Israel.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

em-maior-expulsao-de-uma-vez-so,-paraguai-envia-25-presos-brasileiros-para-o-brasil

G1 Mundo

Em maior expulsão de uma vez só, Paraguai envia 25 presos brasileiros para o Brasil

Homens eram procurados pela Justiça brasileira e vão cumprir, no Brasil, penas por crimes como homicídio e tráfico de drogas. Movimentação da Polícia Rodoviária Federal em Foz do Iguaçu, na fronteira do Brasil com o Paraguai, nesta sexta-feira (5). — Foto: Reprodução/RPC O governo do Paraguai expulsou 25 brasileiros que estavam presos no país e que também eram procurados pela Justiça brasileira, acusados de crimes como homicídio, tráfico de drogas […]

today5 de abril de 2024 12

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%