G1 Santos

Padrasto é preso por estupro após ser filmado mexendo no órgão genital do enteado

today16 de março de 2024 7

Fundo
share close

Um homem, de 54 anos, foi preso por estupro de vulnerável após ter sido filmado colocando mexendo e passando o rosto no órgão genital do enteado, de 10, em São Vicente, no litoral de São Paulo. Imagens obtidas pelo g1, neste sábado (16), mostram o padrasto abaixando a roupa da vítima e cometendo o crime.

Nas imagens, o homem é filmado dizendo: “Atenção, [vou] fazer um carinho no meu filhote. Três dias sem dar um carinho. Hoje, a mãe dele não está aqui; ele é meu”. Em seguida, a criança repete ‘não’ enquanto ele tocava e passava o rosto no pênis da vítima. As imagens foram feitas por um irmão da vítima.

Em depoimento à polícia, a mãe da criança disse que o companheiro enviou um vídeo para ela, mas não conseguiu assisti-lo, pois estava no trabalho. Em seguida, familiares enviaram mensagem para ela questionando sobre a gravação.



Ao saber do conteúdo do vídeo, a mulher optou por não assistir, mas voltou para casa, retirou os dois filhos do local e os deixou na casa da irmã dela – que procurou a polícia para registrar o caso como estupro de vulnerável.

Ainda de acordo com a mulher, as crianças não haviam contado sobre a situação e ela não percebeu comportamento estranho do companheiro, com quem rompeu o relacionamento após o caso.

A tia da vítima, de 45 anos, foi até a delegacia comunicar que recebeu o vídeo da sobrinha, que é irmã do menino que aparece no vídeo.

Segundo ela, a sobrinha mora em outra cidade e recebeu o vídeo do padrasto no dia 8 de março, mas pausou assim que viu o autor tirando a bermuda do irmão. Ela então compartilhou com a tia, que denunciou o caso na delegacia.

Policiais civis da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) do município foram até o endereço do homem, no Centro, com o mandado de prisão preventiva e o detiveram na manhã da última sexta-feira (15). Ele foi levado à cadeia anexa ao 5º DP de Santos, onde permaneceu.

Acompanhado da advogada, o homem contou à polícia que trabalha como caminhoneiro e estava com a mãe da vítima há 1 ano e três meses. O casal e as crianças moravam no mesmo imóvel.

Conforme apurado pelo g1, o homem confirmou ter conhecimento do vídeo, mas alegou ter sido uma brincadeira, pois o menino ainda não tinha tomado banho. Ele disse que, se fosse maldade, não teria enviado as imagens para ninguém.

Segundo o homem, foi a primeira vez que cheirou e colocou as mãos no órgão genital do menino. O caminhoneiro disse, ainda, que convive bem com as crianças e que estava arrependido pela situação, pois ama os enteados e a mulher.

O g1 tentou, mas não conseguiu contato com a advogada do homem até a última atualização desta reportagem.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

ninguem-deveria-ser-preso-por-fumar-maconha,-diz-vice-presidente-dos-eua

G1 Mundo

Ninguém deveria ser preso por fumar maconha, diz vice-presidente dos EUA

A vice-presidente dos Estados Unidos, Kamala Harris, afirmou nesta sexta-feira (15) que "ninguém deveria ser preso por fumar maconha" enquanto discutia o assunto com o rapper Fat Joe e outros cidadãos perdoados após condenações envolvendo a droga. Harris também disse que "muitas pessoas foram presas por simples posse de maconha". O presidente dos EUA, Joe Biden, tentará a reeleição em novembro e tenta ganhar o voto dos eleitores jovens, alguns […]

today15 de março de 2024 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%