Gospel Prime

Pais cristãos perdem guarda de filho por recusarem transição de gênero

today19 de janeiro de 2024 1

Fundo
share close

Mary e Jeremy Cox, pais de Indiana, nos Estados Unidos, perderam a custódia de seu filho após se recusarem a usar pronomes femininos para se referir ao menor, que se identifica como menina. O Departamento de Serviços Infantis de Indiana (DCS) começou a investigar a família depois que o filho decidiu se identificar como menina. A Suprema Corte dos EUA foi solicitada a revisar o caso, que pode ter implicações significativas para os direitos dos pais nos EUA.

O casal, apoiado pelo Indiana Family Institute (IFI), afirma que a criança foi retirada de casa pelo DCS por não afirmarem a identidade de gênero do menor. A decisão de retirar a criança foi mantida pelo Tribunal de Apelações de Indiana, alegando preocupações com o bem-estar do menor num ambiente que não reconhecia sua identidade de gênero.

O filho passou cerca de 18 meses longe de seus pais, e o acesso deles a ele é restrito a três horas por semana. O casal pediu à Suprema Corte dos EUA que revisse o caso, argumentando que a restrição à instrução religiosa dos pais viola seus direitos.

A IFI, que apoia o caso dos pais, argumenta pela proteção dos direitos dos pais, liberdade de expressão e livre exercício da religião. Eles destacam o princípio bíblico e pré-político do direito dos pais de criar seus filhos de acordo com suas crenças.

O resultado deste caso pode ter implicações significativas para os direitos dos pais nos EUA, e a Suprema Corte deverá decidir até abril se aceitará o caso. A IFI destaca a importância de proteger o direito e a responsabilidade dos pais na criação de seus filhos, citando Efésios 6:4: “Pais, não provoquem a ira de seus filhos, mas criem-nos na disciplina e na instrução do Senhor”.






Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Redacao

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

missao-treina-cristas-ex-muculmanas-para-liderar

Gospel Prime

Missão treina cristãs ex-muçulmanas para liderar

O Centro de Liderança MENA (MLC) está dedicado a capacitar cristãos de origem muçulmana, oferecendo formação prática e organizacional. O foco atual da instituição é capacitar mulheres para liderança no Oriente Médio e Norte da África. Os graduados do MLC tornam-se líderes em suas comunidades, buscando estratégias para compartilhar o Evangelho em toda a região MENA (Médio Oriente e Norte da África), Turquia e Paquistão. Esse treinamento ajuda a superar […]

today19 de janeiro de 2024 1

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%