G1 Mundo

Papa Francisco chama prazer sexual de presente de Deus estragado pela pornografia

today17 de janeiro de 2024 7

Fundo
share close

Durante discurso dedicado aos “vícios da luxúria”, o pontífice ainda chamou o relacionamento sexual de “dança amorosa” quando ocorre em uma relação a dois.


Papa Francisco — Foto: Reprodução/TV Globo



O Papa Francisco chamou o prazer sexual de “presente de Deus”, e que esse prazer seria prejudicado pela pornografia. A fala do Papa ocorreu nesta quarta-feira (17) durante discurso dedicado aos “vícios da luxúria”.

“O prazer sexual, que é um presente de Deus, é prejudicado pela pornografia: uma satisfação sem relacionamento que pode gerar formas de vício. Temos que defender o amor, o amor do coração, da mente, do corpo, o amor puro no ato de se doar para o outro. E esta é a beleza da relação sexual”, disse o Papa.

O pontífice de 87 anos ainda disse que a sexualidade humana tem uma “voz poderosa” e reforçou que o relacionamento amoroso é o que torna o prazer sexual especial.

“Se (a sexualidade) não for disciplinada com paciência, se não estiver inscrita em numa relação e numa história onde dois indivíduos a transformam numa dança amorosa, transforma-se numa corrente que priva o ser humano da liberdade”, completou.

Nas últimas semanas, o Papa Francisco autorizou a bênção de padres católicos para casais do mesmo sexo e criticou a “barriga de aluguel”




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

justica-do-maine-recoloca-trump-na-disputa-a-presidencia-no-estado;-decisao-vale-ate-que-suprema-corte-discuta-caso

G1 Mundo

Justiça do Maine recoloca Trump na disputa à Presidência no estado; decisão vale até que Suprema Corte discuta caso

Trump foi proibido de participar das eleições presidenciais em dois estados dos EUA: Estado do Colorado, onde houve uma decisão judicial sobre o caso, eMaine, onde a secretária de Estado decidiu impedir Trump de participar das eleições. No Maine, o caso foi para a Justiça depois da decisão da secretária de Estado, Shanna Bellows, que é do Partido Democrata, o rival do Partido Republicano, ao qual Trump pertence. De acordo […]

today17 de janeiro de 2024 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%