G1 Mundo

Papa Francisco classifica a desinformação como o ‘primeiro pecado do jornalismo’

today26 de agosto de 2023 9

Fundo
share close

O papa Francisco mostrou-se preocupado, neste sábado (26), com a possibilidade de que a desinformação e as notícias falsas, coisas que ele considera serem o “primeiro pecado do jornalismo”, influenciarem a opinião pública. E pediu por uma comunicação que reforce valores “construtivos” e “de paz”.

Durante uma solenidade no Vaticano onde recebeu uma delegação que lhe conferiu o prêmio “Isso é Jornalismo”, o pontífice falou sobre o tema e lamentou a existência de outros quatro erros, em sua avaliação, por parte dos profissionais da área.

“A desinformação é o primeiro pecado, o primeiro erro, digamos assim, do jornalismo. A desinformação é um dos pecados do jornalismo, que são quatro: a desinformação, quando um jornalista não informa ou desinforma; a calúnia – que às vezes é usada; a difamação, que é diferente da calúnia, mas destrói; e o quarto é (…) o amor ao escândalo“, disse o papa.



O pontífice argentino explicou ainda que as manipulações que mais o preocupam são aquelas que procuram “orientar a opinião pública”.

Ao atender à premiação, o Papa relembrou o fato de que desde que era bispo de Roma ele “já não recebia premiações, e que continuou não as recebendo como Papa porque não gosta“. Mas afirmou que o fez desta vez “para reforçar a necessidade de construir uma comunicação construtiva, em favor da cultura do encontro e não do confronto, da cultura da paz, e não a da guerra”.

Na sequência de sua fala no Vaticano, Francisco apelou à responsabilidade dos países em um momento em que, segundo ele, “a Europa enfrenta uma situação dramática, com a guerra na Ucrânia que continua”.

“A minha esperança é que seja dado espaço às vozes da paz, àqueles que estão empenhados em acabar com este conflito como tantos outros”, insistiu.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

putin-ordena-que-grupo-wagner-assine-juramento-de-lealdade-a-russia

G1 Mundo

Putin ordena que Grupo Wagner assine juramento de lealdade à Rússia

Comunicado publicado pelo Kremlin vem dias após o presidente russo confirmar a morte do líder do grupo, Yevgeny Prigozhin, em queda de avião. O presidente da Rússia diz que a investigação sobre a queda do avião com o líder mercenário Yevgeny Prigozhin vai ser longa O presidente russo Vladimir Putin ordenou, em comunicado, que os combatentes do Grupo Wagner assinem um documento onde juram lealdade à Rússia. O anúncio foi […]

today26 de agosto de 2023 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%