G1 Mundo

Paquistão retira embaixador do Irã após ataque de Teerã em solo paquistanês

today18 de janeiro de 2024 6

Fundo
share close

Governo iraniano afirmou nesta quarta que bombardeou bases do grupo rebelde Jaish al Adl em território paquistanês porque grupo tem ligação com Israel. Paquistão disse também que vai impedir entrada de embaixador iraniano, que está fora do país.


Manifestantes protestam contra ataques do Irã ao Paquistão e mostram fotos de uma criança que o governo paquistanês diz ter morrido no bombardeio, em 16 de janeiro de 2024. — Foto: Julia Zimmermann/Metrography/ AP



O embaixador iraniano no Paquistão, que atualmente está de visita ao Irã, também não será autorizado a voltar à Embaixada do Irã em Islamabad, segundo anunciou o Ministério paquistanês de Assuntos Exteriores.

Na terça-feira (16), o Irã atacou duas bases do grupo militante Jaish al Adl, que fica no vizinho Paquistão. O governo paquistanês chamou o ataque de violação, disse que duas crianças foram mortas por conta dos bombardeios e prometeu “sérias consequências”.

O Ministério de Relações Exteriores do Irã confirmou os ataques nesta quarta-feira e alegou que o Jaish al Adl foi atacado por ter vínculos com Israel.

O Jaish al Adl já havia realizado ataques contra as forças de segurança iranianas na área de fronteira com o Paquistão. “Essas bases foram atingidas e destruídas por mísseis e drones”, informou a mídia estatal iraniana mais cedo, sem entrar em detalhes.

A Nournews do Irã, afiliada ao principal órgão de segurança do país, disse que as bases atacadas estavam na província paquistanesa do Balochistão.

Paquistão protestou formalmente contra ataque

Ataque do Irã ao norte do Iraque eleva a tensão no Oriente Médio

Ataque do Irã ao norte do Iraque eleva a tensão no Oriente Médio

O Paquistão não mencionou o local do incidente, nem a natureza da violação do espaço aéreo, mas disse que havia apresentado um protesto ao governo do Irã.

“A responsabilidade pelas consequências recairá diretamente sobre o Irã“, disse o governo do Paquistão em comunicado.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

guinness-suspende-titulo-de-‘cao-mais-velho-do-mundo’-para-bobi,-que-morreu-ano-passado-supostamente-aos-31-anos

G1 Mundo

Guinness suspende título de ‘cão mais velho do mundo’ para Bobi, que morreu ano passado supostamente aos 31 anos

O cachorro tinha supostamente de 31 anos, vivia numa quinta na aldeia de Conqueiros, em Portugal, com o seu dono, Leonel Costa. Ele foi anunciado como o cão vivo mais velho do mundo e o cão mais velho de todos os tempos em fevereiro — ele teria nascido em 11 de maio de 1992. “Enquanto nossa revisão está em andamento, decidimos pausar temporariamente o título de cão mais velho do […]

today18 de janeiro de 2024 1

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%