G1 Mundo

Para Rudy Giuliani, o fundo do poço não tem limite

today18 de agosto de 2023 4

Fundo
share close

É interessante observar a derrocada de Rudy Giuliani e constatar como, para ele, o fundo do poço não tem limite. De prefeito de Nova York por uma década, a um dos aliados mais leais de Donald Trump e arquiteto de teorias conspiratórias da fraude eleitoral em 2020, ele vem descendo às profundezas do escárnio.

Acompanha o ex-presidente, como co-conspirador, em dois dos quatro indiciamentos em que ele é réu. Como procurador do Departamento de Justiça nos anos de 1980, Giuliani ficou famoso por ser um dos primeiros a aplicar uma lei anticorrupção para combater as máfias de Nova York.

Quatro décadas depois, a lei federal foi modificada e aplicada contra ele na Georgia, onde é acusado de 13 crimes para subverter o resultado eleitoral que deu vitória a Joe Biden. Conhecido pela sigla Rico, o estatuto federal catapultou Giuliani a uma carreira política, por reprimir mafiosos quando era o principal promotor federal em Manhattan. Mas o apanhou na contramão.



A notoriedade pelos casos bem-sucedidos ajudou a eleger Giuliani como prefeito de Nova York, cargo que ocupou entre 1991 e 2001. Nos atentados de setembro de 2001, ele encarnou o papel de herói, incansável nos esforços para levantar a cidade dos escombros. Foi incensado com o título de prefeito da América e condecorado pela rainha Elizabeth II.

Rudy Giuliani em evento com Donald Trump na Carolina do Norte em agosto de 2016 — Foto: Evan Vucci/AP

Os dias mais trágicos da cidade foram os melhores de sua trajetória política. A aproximação com Donald Trump começou a desenhar a queda livre e moral do ex-prefeito, que se tornou advogado do então presidente. Giuliani atuou como um ministro das sombras, aconselhando Trump em suas armações políticas, cavando a sujeira de inimigos.

Os momentos de glória o transformaram numa espécie de palhaço, sobretudo quando tentou convencer os americanos de que a eleição foi roubada. Giuliani convocou uma entrevista coletiva em frente a uma sex shop. Suado, deixou-se fotografar com a tinta do cabelo escorrendo pela testa. Foi flagrado deitado, com as mãos nas calças, ao dialogar com uma suposta jornalista num filme de Sacha Baron Cohen.

A decadência seguiu adiante em episódios sempre constrangedores para o ex-prefeito. Como a transcrição de áudios tornados públicos num processo movido pela ex-assistente Noelle Dunphy, que o acusa de assédio sexual e moral e exige US$ 10 milhões como indenização. Neles, Giuliani faz comentários ofensivos sobre mulheres, homossexuais e judeus.

Os destinos entrelaçados de Trump e Giuliani, contudo, parecem se distanciar. Enquanto o ex-presidente e favorito a candidato republicano nas próximas eleições sobe nas pesquisas na mesma proporção em que aumentam os seus indiciamentos, o ex-prefeito enfrenta a degradação moral e financeira. Está cheio de dívidas e pôs o apartamento de Nova York à venda.

Segundo a CNN, ele teria feito um apelo desesperado ao ex-presidente para que pagasse suas contas, mas recebeu o desinteresse como resposta.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

enfermeira-e-condenada-por-matar-sete-bebes-no-reino-unido:-‘fiz-de-proposito’

G1 Mundo

Enfermeira é condenada por matar sete bebês no Reino Unido: ‘fiz de propósito’

Segundo a condenação do caso, que comoveu o país, a enfermeira Lucy Letby, de 33 anos, aplicou injeções de insulina e ar em bebês que estavam na UTI neonatal e ainda alimentando à força as crianças com leite no hospital Condessa de Chester, em Liverpool, entre 2015 e 2016. Letby aguardava o julgamento, que durou dez meses, em liberdade e foi presa em sua casa nesta sexta. A enfermeira também […]

today18 de agosto de 2023 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%