G1 Santos

Piloto que morreu após cair no mar em SP estava testando asa nova, diz irmã

today6 de novembro de 2023 5

Fundo
share close

“Era uma asa nova e ele foi testar para entender que estava tudo bem e que ele poderia colocar qualquer pessoa para voar”, enfatizou.

Conhecido como Fuscão, o piloto praticava diversos esportes aéreos, inclusive com passageiros. No entanto, Adriana enfatizou que o irmão era muito cuidadoso com clientes. “Ele nunca colocou ninguém para voar se tivesse um ventinho fora daquilo que ele achava normal“, contou.

De acordo com ela, Aluisio tinha vasta experiência e sabia como lidar em situações de risco. Por isso, o acidente foi um mistério, inclusive para amigos da comunidade de esportes aéreos. “Ele sabia exatamente o que fazer em momentos de pane e dificuldade. Ele não tirou o cinto, simplesmente caiu. Então ninguém entende até agora o que aconteceu”, afirmou.



Dias antes do acidente, o piloto tinha dado uma entrevista para um canal do Youtube. Na ocasião, ele falou sobre a experiência com esportes aéreos e enfatizou que 90% dos acidentes em voos são por conta de falhas humanas.

“Todo esporte aéreo é muito seguro, desde que você faça consciente, aprenda com instrutor capacitado, faça todos os procedimentos”, disse na ocasião.

Adriana disse que o irmão era muito querido entre familiares e amigos — Foto: Reprodução/Instagram

A advogada informou que a família irá lutar para que o acidente seja investigado pelas autoridades e esclarecido. Procurada pelo g1, a Força Aérea Brasileira (FAB) informou que não cabe ao órgão a investigação.

“O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) esclarece que, de acordo com o Regulamento Brasileiro da Aviação Civil (RBAC) 103, aeronaves com propósito exclusivo de desporto e recreação não são detentoras de certificado de aeronavegabilidade. Dessa maneira, este tipo de evento não é passível de investigação, em consonância com o que estabelece o Anexo 13 da Organização de Aviação Civil Internacional”.

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) não respondeu até a publicação desta matéria.

Segundo apurado pelo g1, o corpo de Aluisio Paes de Barros Filho foi localizado em alto-mar por uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) que sobrevoava a região neste domingo (5). Ele estava a aproximadamente 7 km da Ilha Monte Pascoal.

O Grupamento de Bombeiros Marítimos (GBMar) foi acionado e resgatou o corpo. Dentro do bolso da calça, os bombeiros encontraram uma carteira com a identificação de Aluisio. Desta forma, a família foi acionada.

A Força Aérea Brasileira (FAB) atuou nas buscas por Aluisio usando duas aeronaves. A partir disso, o GBMar passou a ocupar o papel de ‘força auxiliar’, dando apoio pelo mar.

Segundo a FAB, nas buscas, foram utilizados um helicóptero modelo ‘H-36 Caracal’, do 3° Esquadrão do 8° Grupo de Aviação, e uma ‘aeronave SC-105 Amazonas’, do 2° Esquadrão do 10° Grupo de Aviação.

Último post do desaparecido

O g1 apurou que, por volta das 10h da última quinta-feira (2), pouco antes do acidente, Aluisio publicou no Facebook a foto de uma asa delta com a legenda “Play no feriado”. Na postagem, ele adicionou a música “Anjos”, da banda O Rappa.

O trecho da canção utilizado na postagem é, justamente, o refrão. “Em algum lugar, pra relaxar. Eu vou pedir pros anjos cantarem por mim. Pra quem tem fé, a vida nunca tem fim”.

Piloto de asa delta que desapareceu ao cair no mar fez publicação horas antes — Foto: Reprodução/Redes Sociais

De acordo com o Corpo de Bombeiros Marítimo, o caso aconteceu por volta das 10h55 de quinta-feira (2). Imagens divulgadas pelo Corpo de Bombeiros mostram duas lanchas na praia de Bertioga (SP) , durante o início das buscas por Aluisio Paes de Barros Filho (veja abaixo).

Vídeo mostra bombeiros em lanchas procurando por piloto de asa delta no mar

Vídeo mostra bombeiros em lanchas procurando por piloto de asa delta no mar

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

o-assunto-#1.080:-o-drama-das-criancas-no-conflito-do-oriente-medio

G1 Mundo

O Assunto #1.080: O drama das crianças no conflito do Oriente Médio

O dia 7 de outubro ficou marcado pelo mais violento ataque terrorista já sofrido por Israel, quando o Hamas executou cerca de 1.400 pessoas e sequestraram mais de 200 – entre as vítimas, dezenas de crianças. A reação do governo israelense sobre a Faixa de Gaza teve interrupção no fornecimento de água, comida e eletricidade e bombardeiros em áreas civis, que resultaram na morte de milhares de pessoas, boa parte […]

today6 de novembro de 2023 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%