G1 Mundo

Polícia britânica pede desculpas por falhas em tragédia do estádio de Hillsborough, que ocorreu há 34 anos

today1 de fevereiro de 2023 15

Fundo
share close

A semifinal da Copa da Inglaterra de 1989 foi palco do pior desastre esportivo da história do Reino Unido, quando 96 torcedores do Liverpool morreram esmagados em um recinto superlotado e cercado no nível inferior.

Depois de 23 anos, governo inglês pede descuplas pela tragédia de Hillsborough



Depois de 23 anos, governo inglês pede descuplas pela tragédia de Hillsborough

Uma vítima morreu em julho de 2021 após sofrer danos cerebrais graves e irreversíveis.

A polícia a princípio culpou torcedores bêbados pelo desastre, uma explicação que sempre foi rejeitada por sobreviventes, parentes das vítimas e pela comunidade em geral de Liverpool, que passou anos lutando para descobrir o que havia acontecido.

Inquéritos posteriores e um inquérito independente absolveram os torcedores de qualquer responsabilidade.

“O policiamento falhou profundamente com os enlutados pelo desastre de Hillsborough ao longo de muitos anos e lamentamos que o serviço tenha entendido tão errado”, disse o chefe da polícia Andy Marsh, CEO do College of Policing, em um comunicado.

“As falhas da polícia foram a principal causa da tragédia e continuaram a prejudicar a vida dos familiares desde então”, disse a nota. “Quando a liderança era mais necessária, os enlutados muitas vezes eram tratados com insensibilidade e a resposta carecia de coordenação e supervisão.”

Martin Hewitt, presidente do NPCC, disse estar “profundamente arrependido pela trágica perda de vidas” e pela “dor e sofrimento que as famílias das 97 vítimas experimentaram naquele dia” e nos anos que se seguiram.

“Coletivamente, as mudanças feitas desde o desastre de Hillsborough e em resposta ao relatório do Reverendo James Jones visam garantir que as terríveis falhas policiais cometidas no dia e no rescaldo nunca mais aconteçam”, acrescentou.

Em 2019, o ex-superintendente-chefe David Duckenfield, comandante da polícia responsável pelas operações no estádio, foi considerado inocente de homicídio culposo –uma decisão que chocou os sobreviventes e familiares das vítimas.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

‘tirem-as-maos-da-africa’,-diz-papa-francisco-ao-mundo-rico

G1 Mundo

‘Tirem as mãos da África’, diz papa Francisco ao mundo rico

Francisco, de 86 anos, é o primeiro pontífice a visitar o Congo desde João Paulo 2º em 1985, quando o país ainda era conhecido como Zaire. Cerca de metade dos 90 milhões de habitantes do Congo são católicos. Papa Francisco acena pra dançarinos na chegada a Kinshasa, na República Democrática do Congo, em 31 de janeiro de 2023. — Foto: Vaticano via Reuters Dezenas de milhares de pessoas aplaudiram enquanto […]

today1 de fevereiro de 2023 14

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%