G1 Santos

Polícia Civil instaura inquérito para apurar morte de idosa eletrocutada no litoral de SP durante ciclone

today29 de novembro de 2023 2

Fundo
share close

Iracy morreu após sofrer uma descarga elétrica durante uma ventania em julho deste ano. Ela teria tocado em um cabo de média tensão, que se rompeu após ser atingido por galhos de uma árvore. As rajadas de vento foram provocadas por um ciclone extratropical na Baixada Santista.

Claudinelia Oliveira e Silva Santos é filha da vítima e, desde o ocorrido com a mãe, luta por Justiça. Ela encaminhou um pedido de instauração de inquérito policial, no início de outubro, por meio do advogado Diego Renoldi Quaresma de Oliveira.

Ele contou ao g1 que o objetivo da investigação é verificar se houve falha de algum responsável da empresa concessionária de energia Elektro. Com o inquérito instaurado pelo 2º Distrito Policial de Itanhaém, os agentes da Polícia Civil já começaram as investigações sobre o caso ouvindo testemunhas. A companhia de energia também foi intimida a esclarecer alguns pontos relacionados ao fato.



“Estou sofrendo muito, muito, muito a perda da minha mãe, porque tudo era eu quem fazia para ela. Eu quero Justiça, eu queria a minha mãe viva, mas já que aconteceu isso com ela, eu quero Justiça, não vai ficar assim não”, disse Claudinelia, em entrevista ao g1.

O advogado explicou que a polícia irá apurar se existiu um crime e quem é o autor. “Nós entendemos que a investigação policial pode revelar se de fato houve ou não a prática de um homicídio. É esse um dos fundamentos da investigação preliminar feita pela polícia, qual seja, o fornecimento de elementos para que o Ministério Público decida entre processo ou arquivamento do caso”, afirmou Oliveira.

A defesa da família possui como elemento o áudio de uma vizinha, que ligou para a Neonergia Elektro na madrugada do dia 13. A mulher alertou a empresa sobre duas quedas de energia na região. No entanto, o funcionário que atendeu a ligação informou que iria apurar o caso após às 6h.

Claudinelia Oliveira e Silva Santos quer respostas sobre a morte da mãe — Foto: Arquivo Pessoal

De acordo com o defensor, a Polícia Civil classificou a investigação como “morte suspeita” e acolheu o pedido da família de ouvir testemunhas e intimar a companhia de eletricidade.

“Para explicar o porque não enviou uma equipe ao local na madrugada do dia 13 ou, ainda, porque informou, por meio de uma funcionária, segundo a própria testemunha, que a solicitação de uma equipe ao local somente seria atendida depois das 6h da manhã do dia 13”, disse Diego.

Procurada pelo g1, a Neoenergia Elektro não se manifestou sobre a instauração do inquérito até a publicação desta reportagem. A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) também não falou sobre o caso.

Acidente aconteceu na Rua Bartira, no bairro Iemanjá, em Itanhaém. — Foto: g1 Santos

De acordo com a Polícia Militar (PM), a vítima Iracy Alves de Oliveira e Silva foi encontrada na calçada da Rua Bartira, no bairro Iemanjá, na manhã do dia 13 de julho.

A idosa teria encostado no fio após sair de casa para ver o que tinha causado a falta de energia no imóvel. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e verificou que a vítima ainda estava com fio energizado sobre o corpo. Por isso, foi necessário o desligamento da energia pela empresa concessionária.

Na ocasião, a Neoenergia Elektro lamentou o ocorrido. “A empresa esclarece que a queda de um galho de árvore, após rajadas de vento de maior intensidade, provocou o rompimento de um cabo de média tensão e, consequentemente, o contato acidental”, disse, em nota.

A distribuidora informou ainda que, após ser acionada, imediatamente enviou técnicos ao local. Eles isolaram a área e adotaram as medidas cabíveis. “A Neoenergia Elektro seguirá analisando o caso e se coloca à disposição da família e das autoridades para prestar o apoio e esclarecimentos necessários”.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

allan-jhones-(pranchinha)-e-jefson-silva-(long)-vencem-a-segunda-etapa-do-hd-de-surf-pro

Prefeitura de Guarujá

Allan Jhones (pranchinha) e Jefson Silva (long) vencem a segunda etapa do HD de Surf Pro

Campeonato municipal aconteceu na Praia do Tombo; na soma geral de pontos, os profissionais Gabriel André (pranchinha) e Murilo Graciola (long) sagraram-se campeões guarujaenses 2023 Os surfistas profissionais Allan Jhones (masculino) e Jefson Silva sagraram-se campeões da 2ª etapa do HD Guarujá Pro 10k de Surf. A competição foi realizada na Praia do Tombo, junto ao palanque Paulo Tendas. O evento foi organizado pela Associação de Surf Guarujaense (ASG) e […]

today29 de novembro de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%