G1 Mundo

Polícia começa nova busca por Madeleine McCann, a menina inglesa desaparecida há 16 anos; vídeo

today23 de maio de 2023 5

Fundo
share close

Desta vez, a busca vai estar centralizada numa barragem a aproximadamente 50 km do local onde a criança menina desapareceu há 16 anos, na região do Algarve, em Portugal (veja vídeo acima).

A menina britânica desapareceu em 13 de maio de 2007, quando passava férias com a família num resort em Portugal. Na época, ela tinha 3 anos. Desde então, o caso mobilizou polícias de diversos países e causou comoção mundial. Os pais da menina chegaram a fazer um apelo ao papa, principal líder da igreja católica, cargo que na época era ocupado por Bento XVI.



Caso Madeleine: relembre o desaparecimento da menina Madeleine McCann

Caso Madeleine: relembre o desaparecimento da menina Madeleine McCann

20 policiais participam da busca. O pedido foi feito pela polícia da Alemanha, já que o principal suspeito pelo crime visitou a região várias vezes quando Madeleine sumiu.

Suspeito pelo desaparecimento da menina Madeleine McCann é acusado de outros crimes

Suspeito pelo desaparecimento da menina Madeleine McCann é acusado de outros crimes

Duas tendas foram erguidas perto da represa já nesta segunda-feira, na cidade de Silves.

Autoridades portuguesas afirmam, sob condição de anonimato, que não têm esperanças de encontrar o corpo de Madeleine. Uma pessoa ligada às investigações em Portugal que pediu para não ser identificada afirmou à agência Reuters que a busca não vai dar em nada.

No ano passado, a polícia alemã identificou um suspeito no caso, o alemão Christian Brueckner.

Brueckner, um condenado por abuso de crianças e traficante, está atrás das grades na Alemanha por ter estuprado uma mulher de 72 anos na mesma zona do Algarve de onde Madeleine desapareceu.

A polícia alemã disse, em junho de 2020, que Madeleine foi dada como morta e que Brueckner provavelmente foi o responsável por isso. Brueckner negou qualquer envolvimento e não foi acusado de nenhum crime relacionado ao sumiço de Madeleine.

Um tribunal alemão rejeitou no mês passado acusações adicionais contra ele relacionadas a outros casos portugueses de estupro e agressão sexual. Por questões legais, esses outros casos permitiam que os promotores alemães investigassem o desaparecimento de Madeleine.

Os pais de Madeleine, Kate e Gerry McCann, foram interrogados pela polícia portuguesa como suspeitos formais em 2007, mas a polícia desistiu da investigação no ano seguinte, alegando falta de provas, e os inocentou de qualquer envolvimento.

Desde então, os pais fizeram campanha para chamar a atenção para o desaparecimento de sua filha, e figuras públicas britânicas, de magnatas de negócios a autores e estrelas do futebol, fizeram apelos por informações.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

uma-cidade-reduzida-a-escombros:-veja-video-e-galeria-de-fotos-de-bakhmut,-palco-de-uma-das-batalhas-mais-violentas-da-guerra-na-ucrania

G1 Mundo

Uma cidade reduzida a escombros: veja vídeo e galeria de fotos de Bakhmut, palco de uma das batalhas mais violentas da guerra na Ucrânia

Bakhmut, no leste da Ucrânia, é a principal frente da guerra no país a essa altura do conflito, e há incertezas em relação a quem controla a cidade. Os russos afirmaram que agora dominam Bakhmut, mas os ucranianos dizem que a batalha, que já dura nove meses, ainda não acabou. A Ucrânia controla apenas uma pequena parte da cidade. O governo do país diz que suas forças exauriram os russos […]

today23 de maio de 2023 12

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%