G1 Santos

Polícia encontra ossada enterrada em quintal de casa no litoral de SP e acredita ser de adolescente desaparecida; pai é suspeito

today11 de novembro de 2022 59

Fundo
share close

Policiais encontraram, na manhã desta sexta-feira (11), uma ossada enterrada no quintal de uma casa no Bairro Balneário Britânia, em Ilha Comprida, no litoral de São Paulo. A Polícia Civil suspeita que os restos mortais sejam de Agata Gonzaga Peixoto Ferreira, de 17 anos, que está desaparecida há mais de um. Ela morava com o pai, que é considerado o principal suspeito.

De acordo com o Boletim de Ocorrência (BO),o trabalho dos investigadores apontou que a vítima poderia ter sido enterrada no quintal da casa. Portanto, a polícia mobilizou uma retroescavadeira ao terreno e desenterrou a ossada, que pode ser de Agata – o material coletado ainda será analisado.

Os restos mortais estavam envolvidos por uma rede e um lençol. De imediato, o Instituto de Criminalística (IC) foi solicitado para periciar a cena do crime. O Instituto Médico Legal (IML) também foi acionado.



O delegado da DP Sede de Ilha Comprida, Carlos Eiras, afirmou que tudo indica que o pai matou a filha. “Nós tínhamos essa suspeita, ele está foragido lá para a região de Itanhaém, e o corpo encontrado na casa onde eles moravam, já foi retirado de lá e seguiu para o IML”.

Menina de 17 anos foi morta pelo pai e enterrada no quintal de casa em Ilha Comprida, no litoral de SP — Foto: Rinaldo Rori/g1

Em 26 de outubro, o tio de Agata esteve na delegacia para informar que a sobrinha estava desaparecida há mais de um ano. De acordo com a ocorrência, ele informou que a adolescente morava com o pai e que o mesmo teria afirmado que foi com ela para Itanhaém, mas que a adolescente teria decidido morar com a mãe.

Ainda de acordo com o BO, familiares entraram em contato com a mãe da adolescente, mas esta informou que a jovem não havia ido morar com ela, que sequer tinha visto a menina.

Diante da situação, o pai da adolescente teria mudado o discurso aos familiares e dito que Agata teria ido para Sorocaba, no interior de São Paulo, com um rapaz. Ele reforçou que, desde a saída de casa, ela não havia dado notícias ou usado as redes sociais.

O caso foi registrado como desaparecimento de pessoa, mas atualizado para homicídio na Delegacia de Ilha Comprida. A Polícia Civil segue com as investigações.

Polícia Civil suspeita que pai tenha matado a filha e a enterrou no quintal da casa, no bairro Balneário Britânia, em Ilha Comprida (SP) — Foto: Rinaldo Rori/g1

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

guaruja-prorroga-prazo-para-pagamento-da-11a-parcela-do-iptu/2022-ate-o-dia-16

Prefeitura de Guarujá

Guarujá prorroga prazo para pagamento da 11ª parcela do IPTU/2022 até o dia 16

Prorrogação se dá em função da indisponibilidade do sistema para emissão dos boletos para pagamento da parcela com vencimento no último dia 10, somente para as regiões do Centro, Sul e Leste Em função da indisponibilidade do sistema para emissão dos boletos referentes à 11ª parcela do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) para contribuintes das regiões do Centro (Vila Maia, Pitangueiras e Barra Funda), Sul (Astúrias, Tombo, Guaiúba e […]

today11 de novembro de 2022 26

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%