G1 Mundo

Porta abre em voo, e avião faz pouso de emergência nos EUA minutos após decolar; VÍDEO

today6 de janeiro de 2024 11

Fundo
share close

Um Boeing 737-900 MAX da companhia americana Alaska Airlines fez um pouso de emergência depois que uma porta abriu em pleno voo. O incidente aconteceu minutos depois da decolagem, na tarde de sexta-feira (5), em Portland (EUA). Não houve feridos.

O voo 1282 havia decolado rumo a Ontário, na Califórnia, às 17h06 (22h06 em Brasília). O pouso ocorreu às 17h26 (22h26 em Brasília), de acordo com informações do site de monitoramento de voos FlightRadar24.

Fotos e vídeos postados por passageiros nas redes sociais mostram uma porta traseira do avião –que não estava em uso— aberta em pleno voo. Havia um assento ao lado da porta; ninguém estava sentado nele.



“Acordei do cochilo pensando que era turbulência. Acontece que a parede do avião voou enquanto [o avião] estava no ar”, postou Vi Nguyen no Tiktok.

Havia 171 passageiros e seis tripulantes a bordo, segundo a Alaska Airlines.

O avião se despressurizou rapidamente, e as máscaras de oxigênio caíram para auxiliar os passageiros a respirar. Ao perceber a despressurização, a tripulação executou uma descida de emergência e a aeronave retornou em segurança para o aeroporto de Portland, onde aterrissou.

Avião fez pouso de emergência após porta abrir durante voo, nos EUA, em 6 de janeiro de 2024 — Foto: Redes sociais

Segundo os dados do FlightRadar24, o Boeing 737-900 Max estava ainda subindo, a 4.975 metros de altitude quando teve que retornar –bem abaixo da altitude de cruzeiro, de cerca de 11 mil metros.

A porta que abriu não era utilizada como saída de emergência pela Alaska Airlines, de acordo com o site FlightRadar24. Por não estar em uso, não estava sinalizada como porta, o que explica alguns passageiros terem relatado que parte da fuselagem ou da parede do avião se abriu no ar.

Essa porta extra existe em todo 737-9 Max para atender aos requisitos de evacuação de passageiros em companhias aéreas que adotam a configuração máxima de assentos neste modelo de aeronave –193, segundo a Boeing. Os Boeing 737-900 Max da Alaska Airlines usam a configuração mínima, de 178 passageiros, informa a empresa em seu site.

A Alaska Air informou que o voo 1282 teve um “incidente logo depois decolar” e que investiga o que aconteceu.

“A aeronave pousou em segurança de volta a Portland (…) A segurança dos nossos passageiros e funcionários é sempre nossa prioridade, por isso, embora este tipo de ocorrência seja raro, a nossa tripulação de voo foi treinada e preparada para gerenciar a situação com segurança. Estamos investigando o que aconteceu”, diz trecho de nota.

Trajetória do avião da Alaska Airlines que retornou a Portland após porta abrir — Foto: Reprodução/FlightRadar24

A Agência Federal de Aviação dos EUA (FAA) informou que a tripulação relatou um problema de pressurização e que investigará o incidente junto com o Conselho Nacional de Segurança nos Transportes (NTSB).

Fabricante do Boeing 737-900 Max, a Boeing disse que apoiará a investigação das autoridades americanas e que está “trabalhando para coletar mais informações”.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

do-aperto-de-maos-a-uma-escalada-de-tensao-sem-precedentes:-como-a-relacao-das-duas-coreias-se-deteriora-a-cada-dia

G1 Mundo

Do aperto de mãos a uma escalada de tensão sem precedentes: como a relação das duas Coreias se deteriora a cada dia

Satélite espião, rompimento de acordo de não agressão, testes com mísseis balísticos internacionais, lançamento de foguetes em área de fronteira, muitas ameaças. O g1 explica por que a relação entre os dois países voltou a se deteriorar, depois de um período mais ameno e até de volta de diálogo. Foi um curto período de reconciliação inédito desde o fim da guerra entre os dois países, que terminou em 1953 sem […]

today6 de janeiro de 2024 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%