G1 Mundo

Premiê sueco se diz aberto a receber armas atômicas em iminência de guerra

today13 de maio de 2024 3

Fundo
share close

Estocolmo, 13 Mai 2024 (AFP) – O primeiro-ministro da Suécia, Ulf Kristersson, declarou nesta segunda-feira (13) que está aberto a receber armas nucleares no território sueco em um possível cenário de guerra.

O Parlamento do país, novo membro da Otan, votará em junho um Acordo de Cooperação em Defesa com os Estados Unidos, o que dará aos americanos acesso às bases militares suecas e permitirá o armazenamento de equipamentos e armas nesta nação escandinava.

Nas últimas semanas, se multiplicaram as iniciativas de associações pacifistas que pedem ao governo para detalhar por escrito neste acordo que a Suécia não permitirá a implantação de armas nucleares em seu território.



O governo reiterou que não será necessário explicitar este termo, dado o “amplo consenso sobre as armas atômicas” no país e a uma decisão parlamentar que proíbe tais armamentos em tempos de paz.

Entretanto, o premiê sueco declarou nesta segunda-feira que diante de um contexto bélico, a situação seria diferente.

“Em uma situação de guerra, a coisa é muito diferente, e dependeria completamente do que acontecer”, afirmou Kristersson à rádio pública sueca.

“No pior dos casos, os países democráticos nesta parte do mundo devem ser capazes de se defender de países que possam nos ameaçar com armas atômicas”, argumentou ele, insistindo que esta decisão seria de Estocolmo e não de Washington.

“A Suécia decide sobre o território sueco”, reforçou o primeiro-ministro.

Preocupada com as consequências regionais da invasão da Ucrânia pela Rússia, a Suécia rompeu com décadas de neutralidade e se tornou membro da Otan em março.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

numero-de-palestinos-mortos-em-ofensiva-israelense-em-gaza-ultrapassa-35-mil,-diz-ministerio-da-saude,-controlado-pelo-hamas

G1 Mundo

Número de palestinos mortos em ofensiva israelense em Gaza ultrapassa 35 mil, diz ministério da Saúde, controlado pelo Hamas

De acordo com o Hamas, já são 35.091 mortos e 78.827 feridos desde outubro, quando Israel declarou guerra ao grupo. O número foi alcançado em meio a uma série de operações das Forças de Defesa de Israel em Rafah, no Sul da Faixa de Gaza, em meio a uma intensa condenação internacional. Palestinos aguardam para receber comida de cozinha comunitária em Deir el-Balah, na região central de Gaza — Foto: […]

today13 de maio de 2024 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%