G1 Mundo

Presa e incomunicável, Rocío San Miguel se torna o mais novo alvo de Maduro

today14 de fevereiro de 2024 8

Fundo
share close

A prisão de San Miguel reflete mais uma artimanha do regime num ano eleitoral em que María Corina Machado, a principal opositora de Maduro e franca favorita nas pesquisas de opiniões, está proibida de concorrer.

Especialista em assuntos militares e diretora da ONG Control Ciudadano, a advogada e ativista de direitos humanos, de 57 anos, pretendia viajar para Miami com a filha Miranda, quando foi presa no aeroporto internacional de Maiquetía por agentes da Direção Geral de Contra-espionagem Militar.

Desde então, San Miguel, que defende a supervisão civil de militares, não foi mais vista, disseminando alertas de preocupação e a solidariedade de mais de cem entidades de direitos humanos, além da ONU, do governo americano e da União Europeia, que exigem a sua libertação.



Sabe-se dela apenas por informes lacônicos do procurador-geral de Maduro, Tarek William Saab. Seus advogados passaram os últimos dias percorrendo as prisões e não tiveram acesso a San Miguel.

Cinco familiares da ativista — a filha, dois irmãos, seu pai e seu ex-marido — também foram presos, mas, já libertados, estão proibidos de deixar o país e devem se apresentar periodicamente à imprensa.

San Miguel foi acusada de conspirar para um golpe militar no país, que incluía assassinar o presidente-ditador.

Denominado Operação Pulseira Branca, este seria um dos cinco planos conspiratórios supostamente desmantelados pelo regime, que já resultaram na prisão de pelo menos 32 pessoas desde janeiro, segundo o procurador Saab:

“O caso Pulseira Branca consistiu no planejamento de um ataque contra a 21ª Brigada de Infantaria do Exército Bolivariano do estado de Táchira para tomar o parque de armas de uma unidade militar e atacar o governador. Depois, escalar por outros estados, até chegar a Caracas para o assassinato do presidente Nicolás Maduro.”

A descrição um tanto quanto fantasiosa do procurador-geral deste plano conspiratório se integra no contexto eleitoral e no agravamento da perseguição política de opositores, conforme resumiu o coordenador-geral da ONG Provea, Oscar Murillo, à rede de TV CNN Internacional.

“A fúria bolivariana se constituiu desde janeiro, no avanço da repressão política, afetando líderes sindicais, sociais, jornalistas e,agora, essa detenção arbitrária e o desaparecimento forçado de Rocío San Miguel, que é, sem dúvida, um dos casos mais graves de violação de direitos humanos que conhecemos”, afirmou Murillo.

Publicado no dia 5, o último informe ONG Foro Penal contabiliza 263 presos políticos na Venezuela. Mais de nove mil pessoas se encontram em regime de liberdade restritiva, de acordo com a entidade.

As eleições presidenciais estão previstas para este ano, mas não foram marcadas. Como uma reprise de filme antigo, diante da desvantagem de Maduro nas pesquisas, os opositores foram afastados, tornados inelegíveis e envolvidos em planos de conspiração contra o regime.

EUA retomam sanções contra Venezuela após descumprimento de acordo

EUA retomam sanções contra Venezuela após descumprimento de acordo




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

defesa-civil-emite-alerta-de-ressaca-e-ondas-de-ate-2,5-metros-no-litoral-de-sp

G1 Santos

Defesa Civil emite alerta de ressaca e ondas de até 2,5 metros no litoral de SP

A Defesa Civil do Estado de São Paulo divulgou um alerta de ressaca válido para o trecho entre Santos, no litoral paulista, e São João da Barra (SP). Segundo o órgão, é recomendado evitar a prática de esportes aquáticos ou influenciados pelo vento durante entre quinta-feira (15) a sexta-feira (16). O meteorologista da Defesa Civil de Santos, Franco Cassol, informou ao g1 que o movimento anormal das ondas do mar […]

today14 de fevereiro de 2024 2

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%