G1 Mundo

Presidente da Hungria renuncia ao cargo após perdoar homem que encobriu caso de abuso sexual em lar de crianças

today10 de fevereiro de 2024 3

Fundo
share close

Katalin Novak, uma aliada próxima do primeiro-ministro conservador Viktor Orban, perdoou mais de 20 pessoas em abril de 2023. Entre elas estava o vice-diretor do lar de crianças, que ajudou o ex-diretor da instituição a esconder seus crimes.

“Eu cometi um erro… Hoje é o último dia em que me dirijo a vocês como presidente”, disse Novak ao anunciar sua renúncia em um discurso transmitido pela televisão estatal.

“Tomei a decisão de conceder um indulto em abril passado, acreditando que o condenado não havia abusado da vulnerabilidade das crianças que ele havia supervisionado. Cometi um erro, pois o perdão e a falta de fundamentação foram adequados para provocar dúvidas sobre a tolerância zero que se aplica à pedofilia”, afirmou.



Nesta semana, os partidos de oposição húngaros exigiram a renúncia de Novak por causa do caso e, na sexta-feira, mil manifestantes se reuniram no escritório de Novak pedindo que ela se demitisse.

Em uma tentativa de conter os danos políticos, Orban, cujo partido Fidesz está iniciando a campanha para as eleições do Parlamento Europeu em junho, apresentou uma emenda constitucional ao parlamento na noite de quinta-feira, privando o presidente do direito de perdoar crimes cometidos contra crianças.

No sábado, a ex-ministra da Justiça de Orban, Judit Varga – que deveria liderar a lista do Fidesz para as eleições e que também assinou o perdão – disse no Facebook que deixaria o cargo de deputada do Fidesz, assumindo a responsabilidade pela decisão.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

hamas-diz-que-ofensiva-israelense-em-rafah-deixaria-‘dezenas-de-milhares’-de-vitimas

G1 Mundo

Hamas diz que ofensiva israelense em Rafah deixaria ‘dezenas de milhares’ de vítimas

Na madrugada deste sábado, várias testemunhas relataram bombardeios nos arredores da cidade, onde vivem 1,3 milhão de palestinos, ou seja, mais de metade da população total da Faixa de Gaza. A grande maioria são refugiados que fugiram dos combates em outras áreas do enclave. Em um comunicado, o movimento islamista palestino Hamas, que governa a Faixa de Gaza desde 2007, alertou para o risco de "uma catástrofe e um massacre […]

today10 de fevereiro de 2024 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%