Gospel Prime

Presidente do Egito concede perdão para ativista cristão de direitos humanos

today20 de julho de 2023 2

Fundo
share close

O Presidente do Egito, Abdel Fattah el-Sisi, teria concedido perdão a um ativista cristão de direitos humanos e pesquisador sentenciado a três anos de prisão no início desta semana sob a acusação de divulgar “notícias falsas” sobre os desafios enfrentados pelos cristãos com a discriminação.

De acordo com Christian Today, Sisi concedeu um perdão presidencial a Patrick Zaki, que foi preso em 2020 após retornar de seus estudos na Itália e foi condenado na terça-feira no Tribunal de Segurança do Estado, em Mansoura, por espalhar “notícias falsas”, “incitação a protesto” e “incitação a cometer crimes violentos e terroristas”.

Desse modo, isso ocorre após o Departamento de Estado dos EUA e o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos manifestarem preocupação com a sentença de Zaki, de 33 anos, e pedirem sua libertação. As acusações originais contra Zaki eram de supostamente se envolver em “aderir a uma organização terrorista” e “espalhar informações falsas”.

Sendo assim, as acusações contra Zaki foram relacionadas ao artigo que ele escreveu em 2019 intitulado: “Deslocamento, Assassinato e Restrição: Diários de uma Semana dos Coptas do Egito”. O artigo foi publicado em julho de 2019 no veículo de mídia pan-árabe Daraj, que continha um relato tipo diário sobre como é ser uma minoria cristã copta no Egito.

Nesse sentido, Abraham Cooper, presidente da Comissão dos EUA sobre Liberdade Religiosa Internacional (USCIRF), um órgão independente e bipartidário responsável por aconselhar o governo federal, expressou sua desaprovação da sentença de prisão em uma audiência do subcomitê de Assuntos Exteriores da Câmara na terça-feira.



“Antes de entrar em alguns detalhes, quero chamar a atenção deste comitê para um desenvolvimento de hoje no Egito. A USCIRF mantém uma lista crucial de vítimas daqueles que estão presos por suas crenças ou defesa da liberdade religiosa em todo o mundo. Infelizmente, essa lista agora ultrapassou 2.000 entradas”, anunciou Cooper na audiência.

“Na verdade, recebemos a notícia nesta manhã de que um tribunal no Egito sentenciou cruelmente uma dessas vítimas; Patrick George Zaki, a três anos de prisão por um artigo que ele escreveu em 2019 sobre os desafios que muitos cristãos coptas enfrentam naquele país”, continuou.

Por fim, Zaki foi preso pelas autoridades em 7 de fevereiro de 2020, no Aeroporto Internacional do Cairo. De acordo com seu advogado, Samuel Tharwat, oficiais da Agência de Segurança Nacional (NSA) mantiveram Zaki vendado e algemado durante um interrogatório de 17 horas no aeroporto, onde ele foi agredido e ameaçado, e depois em um local não revelado da NSA em Mansoura.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Redacao

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

regime-comunista-da-venezuela-pune-pastor-por-fala-na-marcha-para-jesus

Gospel Prime

Regime comunista da Venezuela pune pastor por fala na Marcha para Jesus

Após quase um ano de espera, o pastor José Vivas foi investigado e detido pelo governo venezuelano devido à interpretação equivocada de suas palavras durante a abertura da Marcha para Jesus, um evento que ele realiza na Venezuela há 13 anos, semelhante ao brasileiro. Durante o evento, o pastor, que antes de se converter era um militar das Forças Aéreas, afirmou que chegara o momento da liberdade espiritual para a […]

today20 de julho de 2023 2

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%