Gospel Prime

Regime comunista da Venezuela pune pastor por fala na Marcha para Jesus

today20 de julho de 2023 2

Fundo
share close

Após quase um ano de espera, o pastor José Vivas foi investigado e detido pelo governo venezuelano devido à interpretação equivocada de suas palavras durante a abertura da Marcha para Jesus, um evento que ele realiza na Venezuela há 13 anos, semelhante ao brasileiro.

Durante o evento, o pastor, que antes de se converter era um militar das Forças Aéreas, afirmou que chegara o momento da liberdade espiritual para a Venezuela. No entanto, as autoridades venezuelanas interpretaram suas palavras como uma ofensa ao regime de Nicolas Maduro, resultando em duas acusações: uso impróprio de uniformes e medalhas e desobediência militar.

De acordo com a Portas Abertas, um julgamento irregular em 2022 levou o pastor a passar um mês detido na base do Diretório Geral de Contra-Inteligência Militar (DGIM). Recentemente, uma nova sentença foi proferida, absolvendo-o de uma das acusações e considerando-o culpado de outra.

Isso resultou na liberdade do pastor, porém, ele deverá se apresentar mensalmente à Corte durante o período de oito meses, cumprindo uma liberdade condicional. Além disso, será julgado pela Corte de Execução em um município na região central da Venezuela.

Essa nova punição pode acarretar o retorno obrigatório do pastor José Vivas à base das Forças Aéreas, afastando-o de sua família e ministério. A situação é preocupante para sua esposa, que está grávida, e para o filho do casal, bem como para a igreja na qual ele tem servido por mais de uma década.



Apesar disso, Vivas expressou gratidão por ter sido liberado da punição mais severa, que seria a prisão, implicando um distanciamento maior de sua família em comparação com a sentença de retorno às Forças Aéreas.

Embora a legislação venezuelana garanta a liberdade religiosa, o caso do pastor Vivas é um exemplo de como na prática ocorrem restrições à liberdade de expressão de fé. Muitas vezes, as declarações dos religiosos podem ser mal interpretadas, levando a condenações injustas.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Redacao

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

mais-de-50-cristaos-presos-em-7-dias-no-ira,-igreja-pede-oracao

Gospel Prime

Mais de 50 cristãos presos em 7 dias no Irã, Igreja pede oração

Nos últimas sete dias, mais de 50 cristãos de origem muçulmana foram detidos em uma nova onda de repressão em cinco cidades no Irã. Diante dessas prisões surpresa, os cristãos locais estão pedindo ajuda em oração à igreja global. De acordo com a Portas Abertas, as cidades onde ocorreram as prisões são Karaj, Rasht, Orumiyeh, Aligoudarz e a capital, Teerã. Os motivos por trás das detenções ainda não foram divulgados, […]

today20 de julho de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%