G1 Mundo

Primeira-ministra da Islândia se junta às mulheres do país e faz greve por igualdade salarial

today24 de outubro de 2023 9

Fundo
share close

A primeira-ministra da Islândia, Katrin Jakobsdótti, se aliou, nesta terça-feira (24), às mulheres da ilha que entraram em greve a favor da igualdade salarial e contra a violência de gênero.

O dia começou com uma paralisação generalizada que afetou escolas, transportes públicos, hospitais e hotéis por todo o país.

A Primeira-Ministra Katrin Jakobsdóttir disse que ficaria em casa como parte da greve das mulheres – “kvennaverkfal” em islandês – e esperava que outras mulheres no seu gabinete fizessem o mesmo.



Os sindicatos da Islândia, pediram para as mulheres e às pessoas não binárias para que recusassem trabalho remunerado e não remunerado, incluindo tarefas domésticas, durante o dia.

A paralisação, que deve durar 24 horas, é a maior desde o primeiro evento desse tipo na Islândia, em 24 de outubro de 1975, quando 90% das mulheres se recusaram a trabalhar, limpar ou cuidar dos filhos, para expressar raiva pela discriminação nos ambientes de trabalho.

No ano seguinte uma lei para garantir direitos iguais a ambos os gêneros foi aprovada.

Desde então, registraram-se várias greves de meio dia, a mais recente delas em 2018, quando as mulheres abandonaram o trabalho no início da tarde, simbolizando o momento do dia em que as mulheres, em média, deixam de ganhar em comparação com os homens.

A Islândia, uma ilha com cerca de 380 mil habitantes logo abaixo do Círculo Polar Ártico, foi classificada como o país com maior igualdade de género no mundo, durante 14 anos consecutivos, pelo Fórum Económico Mundial, que mede salários, educação, cuidados de saúde e outros fatores.

“Ainda não atingimos os nossos objetivos de plena igualdade de género e ainda estamos a combater a disparidade salarial baseada no género, o que é inaceitável em 2023”, disse a premiê.

Mas, embora as mulheres na Islândia tenham conseguido alcançar altos cargos em empresas e em ambientes antes dominados por homens, os empregos com salários mais baixos, como limpeza e cuidados infantis, ainda são predominantemente feitos por mulheres.

Primeira-ministra da Islândia, Katrin Jakobsdottir, fala durante evento em Berlim no dia 25 de janeiro de 2023 — Foto: Markus Schreiber/AP




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

sergio-massa-e-javier-milei-comecam-campanha-tentando-atrair-eleitores-de-ex-adversaria

G1 Mundo

Sergio Massa e Javier Milei começam campanha tentando atrair eleitores de ex-adversária

No domingo (22) as votações foram as seguintes: O atual ministro da Economia, Sergio Massa, teve 36,68% dos votos.O deputado federal ultraliberal Javier Milei ficou com 29,98% dos votos.Patricia Bullrich, a terceira colocada, terminou com 23,83% dos votos. O segundo turno acontece no dia 19 de novembro. No fim da noite de domingo, Bullrich deixou claro que ela mesma não vai apoiar Sergio Massa, o candidato peronista (ou seja, da […]

today24 de outubro de 2023 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%