G1 Mundo

Primeiro-ministro britânico faz vídeo no banco de trás de carro sem cinto e depois pede desculpas, diz porta-voz

today19 de janeiro de 2023 18

Fundo
share close

No Reino Unido, uma pessoa pode ser multada em até 500 libras (R$ 3.200) se não usar o cinto de segurança.




Primeiro-ministro britânico Sunak pede desculpas por não usar cinto de segurança

Primeiro-ministro britânico Sunak pede desculpas por não usar cinto de segurança

O primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak, pediu desculpas por um erro depois de entrar em um carro e não usar o cinto de segurança para gravar um vídeo para as redes sociais, disse um porta-voz de Downing Street nesta quinta-feira (19).

No vídeo, Sunak fala sobre o financiamento do governo para “elevar” as comunidades em todo o país. Sunak se dirigia à câmera da parte de trás de seu carro sem usar cinto de segurança.

“Foi um breve erro de julgamento. O primeiro-ministro removeu o cinto de segurança para filmar um pequeno clipe”, disse um porta-voz de Downing Street a repórteres na quinta-feira.

“Ele aceita plenamente que isso foi um erro e pede desculpas.”

No Reino Unido, uma pessoa pode ser multada em até 500 libras (R$ 3.200) se não usar o cinto de segurança, a menos que haja uma isenção, como para serviços de emergência, em um táxi ou quando o motorista está dando ré.

Questionado se Sunak tinha alguma isenção ao andar em um carro do governo, o porta-voz disse aos repórteres: “Foi um erro, e ele se desculpou”.

Newsletter G1 Created with Sketch.

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.

Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Obrigado!

Você acaba de se inscrever na newsletter Resumo do dia.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

justica-da-bolivia-mantem-governador-de-oposicao-preso

G1 Mundo

Justiça da Bolívia mantém governador de oposição preso

Camacho é um líder de oposição ao governo federal da Bolívia. Ele foi preso em 28 de dezembro sob a acusação de terrorismo em relação aos distúrbios sociais em 2019, que levaram o então presidente, Evo Morales, a fugir do país. A prisão de Camacho provocou protesto de uma semana de seus apoiadores. Os apoiadores do governador fizeram bloqueios nas rodovias para atrapalhar o movimento de alimentos e grãos. Houve […]

today19 de janeiro de 2023 15

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%