G1 Mundo

Projeto que acolhe palestinos no interior de SP é lar de refugiados afegãos: ‘Brasil tem muito amor’

today28 de dezembro de 2023 6

Fundo
share close

Se esforçando para falar o português, o refugiado afegão que está com a família no Brasil há quatro meses faz questão de elogiar a recepção e o carinho recebidos. “Tem muita bondade”, afirma.

Pooryia Abdullahi, ao centro, elogia carinho brasileiro ao receber família afegã em projeto no interior de São Paulo — Foto: Reprodução/EPTV



Por uma questão de preservação, a recomendação do projeto aos que acabaram de chegar é que não deem entrevistas. As feridas da guerra estão longe de serem cicatrizadas, e todos ainda enfrentam, apesar do esforço do acolhimento, que inclui palavras no idioma nativo e comidas típicas, o medo.

“Eles chegam preocupados, pensando na parte da família que ainda está lá, tentando sair do país, com todas as suas dificuldades. Mas dia após a dia, vão encontrando as oportunidades de recomeço”, ressalta Jennifer Forte Soares, coordenadora ONG que tem 72 casas para receber os refugiados em meio a natureza do interior paulista.

🌎 A instituição foi criada com o objetivo de acolher, inicialmente, um grupo de refugiados afegãos, mas já recebeu pessoas do Paquistão, Irã e Venezuela. O projeto pertence à Junta de Missões Nacionais das Igrejas Batistas e não tem vínculo governamental.

  • Acolhimento primário;
  • Aulas de português;
  • Emissão de documentos;
  • Assessoria jurídica;
  • Cuidados médicos;
  • Acompanhamento socioassistencial.

Esta, inclusive, não é a primeira vez em que a instituição recebe brasileiros que estavam na Faixa de Gaza. Nas duas primeiras missões de repatriação, que aconteceram em novembro e no início de dezembro, a iniciativa fez o acolhimento de outras 20 pessoas.

Instituição no interior de SP oferece cursos de português para repatriados e refugiados — Foto: Reprodução/Instagram

👉 Coordenadora do projeto, Jennifer Forte Soares destacou que a entidade tem parceria com o Alto-comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) e recebe pedidos do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome.

“Somos parceiros da ACNUR por ser o órgão da ONU (Organização das Nações Unidas) que representa os refugiados. Estamos sempre em contato com eles para capacitações, para realização de atividades que abranjam esse público. Temos uma parceria para saber quantos refugiados tem no aeroporto que podemos receber mediante as vagas que temos aqui”, explica.

Não há prazo máximo para que os acolhidos fiquem no local. “Parceiros nossos realizam o pagamento de um aluguel, a reinserção no mercado de trabalho e ajudam durante um ano, podendo ser estendido, e só assim eles deixam a vila. Ou, caso queiram deixar por conta própria, porque conseguiram casa ou emprego por conta própria”, detalha Jennifer.

O espaço, localizado em uma área rural, possui um prédio administrativo, salas de aula para crianças e adultos, alojamentos, restaurante com cozinha industrial, auditório para cultos, parquinho, campo de futebol, piscina e horta. A localização exata não foi divulgada por motivos de segurança.

Voo com brasileiros repatriados da Faixa de Gaza saiu de Brasília — Foto: Força Aérea Brasileira

A aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) decolou da capital do país às 9h15. Os passageiros foram retirados do Cairo, capital do Egito, e fizeram parte do terceiro voo de repatriação de brasileiros que estavam na área afetada pelo conflito entre Israel e o Hamas.

Desde o início do conflito, em 7 de outubro, 1.555 pessoas e 53 animais domésticos foram resgatados.

Oito embarques saíram de Tel Aviv com brasileiros e parentes que estavam em Israel, um da Jordânia com resgatados da Cisjordânia e outros dois que decolaram do Cairo com repatriados da Faixa de Gaza.

Quem é quem no conflito Israel x Hamas

Quem é quem no conflito Israel x Hamas

*Sob supervisão de Gabriella Ramos.

VÍDEOS: tudo sobre Campinas e região




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

jacques-delors,-ex-presidente-da-comissao-europeia,-morre-aos-98-anos

G1 Mundo

Jacques Delors, ex-presidente da Comissão Europeia, morre aos 98 anos

O ex-presidente da Comissão Europeia Jacques Delors, um dos fundadores do histórico projeto da moeda única da União Europeia, morreu nesta quarta-feira aos 98 anos. Delors, um fervoroso defensor da integração europeia do pós-guerra, serviu como presidente da Comissão Europeia, o Executivo da União Europeia, durante três mandatos – mais do que qualquer outro titular do cargo – de janeiro de 1985 até ao final de 1994. Durante a década […]

today28 de dezembro de 2023 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%