Prefeitura de Guarujá

Projeto Viva Verde poderá ser ampliado na rede municipal de ensino

today30 de agosto de 2022 12

Fundo
share close

Iniciativa de Sueli Silva Souza, que há 18 anos atua na rede municipal de ensino, foi um dos destaques do evento da Organização Mundial para a Educação Pré-Escolar, que aconteceu no último dia 25, Dia Nacional da Educação Infantil

Quando uma iniciativa dá certo, ela precisa ser ampliada. É o que deve acontecer com o Projeto “Viva Verde: Adubando a Vida; Experiências com a Compostagem Orgânica”, criado e desenvolvido pela professora da rede municipal de ensino de Guarujá, Sueli Silva Souza. A ampliação da atividade nas unidades de educação infantil ganhou força com a participação da educadora na VII Ação Metropolitana da Organização Mundial para a Educação Pré-Escolar (OMEP), que aconteceu na última quinta-feira (25), no Sesc Bertioga. O evento aconteceu no Dia Nacional da Educação Infantil.

O “Viva Verde” consiste em um projeto de educação ambiental, que utiliza a coleta seletiva dos materiais recicláveis, além de horta e compostagem orgânica – principal eixo exposto no evento.. Atualmente, a iniciativa já acontece nas escolas municipais Catarina de Oliveira Salgado (Enseada) e Hermínia Neves Vitiello (Santa Rosa), unidades em que ela leciona.

Sueli Silva Souza foi um dos destaques da OMEP, onde na oportunidade fez uma explanação da exitosa execução do projeto em Guarujá com as crianças, desde a sua criação há 16 anos. O convite surgiu a partir do Projeto Vivências da Secretaria de Educação de Guarujá (Seduc), que reúne ações e experiências executadas na educação infantil do Município.

“Consegui dar visibilidade ao Viva Verde e creio que o projeto poderá ser expandido na rede municipal de Guarujá. E o bacana é que vamos poder projetar essa iniciativa não só na Baixada Santista, mas no âmbito federal e quem sabe até internacional”, contou emocionada.



Estar na OMEP foi motivo de grande alegria. “Hoje, 16 anos depois estou aqui divulgando um trabalho ratificado, que está, inclusive, numa dissertação de mestrado. Estou muito feliz e ainda mais porque tudo começou em um trabalho com as crianças, e que pretendo continuar. A ideia agora é multiplicá-lo”, comentou Sueli.

Sobre o Projeto – “Viva Verde: Adubando a Vida; Experiências com a Compostagem Orgânica”. O Viva Verde surgiu em escola de Bertioga em área de mata atlântica, próxima ao Rio Itapanhaú. Com foco na compostagem como um dos recursos didáticos, o projeto envolve desde a coleta do material orgânico com as merendeiras, até a última fase, que é de colocar esse adubo orgânico dentro da caixa de leite, por exemplo. Na composteira, conforme o resíduo vegetal depositado há a atração de insetos e passarinhos, que se tornam objetos de pesquisa para professores e alunos. Trabalha a memória olfativa e as crianças observam a decomposição desses resíduos vegetais, que desencadeia reações físico-químicas.

OMEP – Órgão consultivo da Unesco e Unicef, fundada em 1948, em Praga. Instituição não governamental, filantrópica e sem fins econômicos e destinada à realização de ações socioemocionais, assistenciais e educativas. Visa a promoção, defesa e garantia dos direitos da criança, com prioridade à primeira infância, bem como a formação e valorização dos profissionais envolvidos na educação infantil.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Prefeitura de Guarujá.

Por: Tiphany

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

organizacao-questiona-embaixador-do-ira-sobre-cristaos-condenados-no-pais

Gospel Prime

Organização questiona embaixador do Irã sobre cristãos condenados no país

Uma carta foi enviada à Embaixada Iraniana na Espanha pela AEE- Aliança Evangélica Espanhola, a respeito de quatro cristãos que foram condenados recentemente a prisão no Irã. De acordo com Evangelical Focus, o documento contou com a assinatura de Emilio Carmona, secretário-geral da entidade, e trata da situação dos cristãos. “Estas pessoas estavam simplesmente exercendo sua liberdade de pensamento, consciência e religião, bem como sua liberdade de expressão, conforme definido no Pacto […]

today30 de agosto de 2022 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%