G1 Mundo

Promotora que acusa Donald Trump admite relacionamento com colega, mas nega que isso prejudique o caso

today2 de fevereiro de 2024 3

Fundo
share close

Além de Trump, há outros 14 aliados dele que são acusados de fraude e outros crimes para reverter os resultados das eleições de 2020. Quatro acusados já se declararam culpados.

Trump e os outros acusados estão tentando desqualificar a promotora do caso, Fani Willis.

Eles afirmaram que a promotora teve uma relação com Nathan Wade, um advogado que foi contratado pela promotoria para trabalhar no caso contra Trump.



Além disso, ele pagou passagens de avião para ela–ou seja, o advogado teria recebido dinheiro da promotoria e então usou uma parte desse dinheiro para comprar passagens para a promotora.

Os documentos do divórcio da promotora Fani Willis comprovam que ela realmente viajou duas vezes com passagens pagas pelo advogado.

Trump e seus aliados afirmam que se trata de um conflito de interesse e que houve violação do código de ética do estado e do país.

A promotora protocolou um documento na Justiça no qual afirma que a tentativa de afastá-la do caso “não tem mérito”.

“As alegações são sensacionalistas e chamaram a atenção da mídia para a qual foram feitas, mas nenhuma tem qualquer base para que este Tribunal ordene a saída que (os réus) procuram”, disse Willis, de acordo com uma cópia de uma petição postada online por veículos de imprensa dos EUA.

Haverá uma audiência para tratar dessa tema no dia 15 de fevereiro.

A promotoria do estado da Geórgia pediu proteção policial para ex-aliados de Donald Trump

A promotoria do estado da Geórgia pediu proteção policial para ex-aliados de Donald Trump




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

maior-contrabandista-de-armas-da-america-latina,-diego-dirisio-e-preso-na-argentina

G1 Mundo

Maior contrabandista de armas da América Latina, Diego Dirísio é preso na Argentina

A prisão foi feita pela Interpol. Ele foi preso junto com sua esposa, Julieta Nardi Aranda, que também era fugitiva da Justiça paraguaia. Diego Dirísio no momento da prisão nesta sexta-feira (2) — Foto: PF do Brasil, via Interpol O contrabandista Diego Hernan Dirísio foi preso no começo da tarde desta sexta-feira (2) em Buenos Aires, na Argentina. O criminoso é tido como maior traficante de armas da América Latina. […]

today2 de fevereiro de 2024 12

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%