G1 Santos

Quadrilha presa por enviar anabolizantes e medicamentos ilegais para todo o Brasil é solta; VÍDEO

today4 de fevereiro de 2024 9

Fundo
share close

Eles são investigados pela venda ilegal de remédios para todo o Brasil. A maioria dos produtos comercializados eram proibidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e poderiam levar à morte. O vídeo mostra a central clandestina e o momento da prisão (veja acima).

Além da falta de provas, o TJ-SP explicou à reportagem que os 11 homens são considerados réus primários, ou seja, não possuem condenações anteriores. Nestes casos, a prisão cautelar não é necessária.

A Justiça, portanto, revogou a prisão preventiva deles e concedeu a liberdade provisória mediante o cumprimento de medidas cautelares. Os investigados são obrigados a comparecer mensalmente em juízo para informar e justificar as próprias atividades.



Além disso, o grupo está proibido de ter qualquer envolvimento com comércio ou fornecimento de medicamentos e quaisquer outras substâncias destinadas a fins terapêuticos ou medicinais. A proibição é válida para atividades gratuitas e pagas.

Efeitos colaterais de remédios comercializados ilegalmente podem levar a morte — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Os homens são investigados pelos crimes de tráfico de drogas, associação e integração de organização criminosa e descaminho. Eles também podem responder por falsificar, corromper, adulterar e alterar produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais.

No último dia 15, os policiais da 2ª Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) cumpriram um mandado de busca e apreensão enviado pela 1ª Vara Criminal de Santos (SP).

Durante as investigações, dois homens, de 31 e 46 anos, foram gravados transportando e entregando caixas com os medicamentos ilegais. A dupla foi abordada com as mercadorias no estacionamento de um mercado, na Avenida Ana Costa.

Em seguida, os policiais foram até um edifício comercial, na Rua Alexandre Gusmão, onde encontraram outros 9 homens. Eles organizavam, preparavam, embalavam e etiquetavam os produtos.

Central de distribuição enviava medicamentos ilegais para todo o Brasil — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Remédios ilegais e vencidos

De acordo com o boletim de ocorrência, os policiais encontraram remédios com substâncias psicotrópicas — que afetam a função cerebral; extrato de canabidiol [maconha], anabolizantes com testosterona [hormônio masculino]; medicamentos para emagrecimento; medicação prescrita para uso veterinário — proibida para humanos; e cigarros eletrônicos.

Estes medicamentos, segundo a polícia, podem causar falência renal, doenças hepáticas, intoxicação, crises de ansiedade, perda de função do coração e até levar a morte. Os riscos ainda são agravados pelo fato de alguns produtos estarem vencidos.

As centenas de medicamentos estavam organizados para serem embalados ou já etiquetados com endereços de compradores de todo o Brasil. Os produtos tinham origem nacional e estrangeira.

Medicamentos vendidos por organização criminosa de Santos (SP) eram proibidos pela Anvisa — Foto: Polícia Civil/Divulgação

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

nova-fase-da-operacao-escudo-soma-6-mortos-no-litoral-de-sp-apos-morte-de-pm-da-rota-baleado-no-rosto-em-viela

G1 Santos

Nova fase da Operação Escudo soma 6 mortos no litoral de SP após morte de PM da Rota baleado no rosto em viela

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP) informou que as polícias Civil e Militar estão empenhadas na identificação dos criminosos. No mesmo dia do assassinato de Cosmo, três suspeitos, dois de 24 anos e um de 22, foram detidos na Rodovia Anchieta-Imigrantes, próximo a Cubatão. No entanto, não é possível afirmar envolvimento deles na morte do policial. Dentro do veículo em que os criminosos […]

today4 de fevereiro de 2024 1

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%