G1 Mundo

Quatro estrangeiros de ONG que leva comida à Faixa de Gaza morrem em ataque no território

today2 de abril de 2024 11

Fundo
share close

As forças militares israelenses afirmaram que estão analisando o que aconteceu “para compreender as circunstâncias desse trágido incidente”.

Sabe-se que entre os quatro estrangeiros mortos há um cidadão do Reino Unido, um da Austrália e um da Polônia. Ainda não se sabe a nacionalidade do quarto estrangeiro morto.

A World Central Kitchen afirmou na rede social X (o antigo Twitter) que está ciente das notícias, mas não fez mais comentários.



O fundador da World Central Kitchen, o chef espanhol Jose Andres, afirmou que a ONG perdeu “”diversas irmãs e irmãos em um ataque das Forças de Defesa de Israel na Faixa de Gaza“. Ele disse também que “o governo de Israel precisa parar essa matança indiscriminada, precisa parar de restringir a ajuda humanitária, para de matar civiis e funcionários de auxílio e parar de usar comida como arma. Chega de vidas inocents mortas.”

O governo da Austrália afirma que está tentando confirmar a identidade do cidadão que morreu na Faixa de Gaza.

Os funcionários da ONG haviam acabado de levar comida e outros itens de ajuda humanitária ao norte da Faixa de Gaza, onde a população está à beira de uma crise de fome.

Imagens em vídeo gravadas em um hospital na cidade de Deir al-Balah, na Faixa de Gaza, mostra que alguns deles estavam com itens de proteção que tinham o logotipo da ONG.

A ONG enviou um navio com cerca de 400 toneladas de comida e itens de ajuda humanitári à Faixa de Gaza. O carregamento foi organizado pelos Emirados Árabes Unidos e pela World Central Kitchen.

No mês passado, a ONG fez a primeira entrega com 200 toneladas.

Os Estados Unidos devem começar a usar a rota marítima para fornecer ajuda à região norte da Faixa de Gaza, onde a fome é iminente.

A ONU tem uma agência especializada em atender os palestinos que atua na Faixa de Gaza, mas Israel proibiu essa entidade de fazer entregas no norte do território. Outros grupos de ajuda afirmam que enviar comboios de caminhões para o norte tem sido muito perigoso devido à falta de garantia de segurança por parte do exército.

Veja abaixo um vídeo sobre a possibilidade de crise de fome na Faixa de Gaza.

A Corte Internacional de Justiça - principal órgão judicial da ONU - ordenou que Israel garanta a entrega de alimentos à população palestina na Faixa de Gaza

A Corte Internacional de Justiça – principal órgão judicial da ONU – ordenou que Israel garanta a entrega de alimentos à população palestina na Faixa de Gaza

Campanha militar em hospital

O ataque aconteceu horas depois que as forças de Israel acabaram uma campanha de duas semanas no hospital de Shifa, o maior da Faixa de Gaza. O hospital ficou destruído, uma parte do prédio foi reduzida a cinzas.

Os militares afirmaram ter matado 200 militantes do Hamas durante a campanha, porém as agências de notícias não conseguiram confirmar se todos realmente pertenciam ao grupo terrorista. Os palestinos dizem que retiraram corpos de civis dos destroços.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

caso-de-gripe-aviaria-em-humano-e-confirmado-no-texas

G1 Mundo

Caso de gripe aviária em humano é confirmado no Texas

Segundo os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) nacional e estadual dos EUA, o vírus foi detectado no paciente após ele ter tido contato com leite de vacas infectadas. Vacas em fazenda produtora de leite no estado do Novo México, no EUA. — Foto: AP Photo/Rodrigo Abd, File Uma pessoa no Texas, nos Estados Unidos, está com gripe aviária após ter tido contato com leite de vacas infectadas […]

today2 de abril de 2024 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%