G1 Mundo

Rebelião em presídio feminino deixa 46 detentas mortas em Honduras; governo culpa gangues

today21 de junho de 2023 2

Fundo
share close

A maior parte das vítimas morreu queimada após uma suposta ação envolvendo grupos criminosos com a ajuda de guardas.




Rebelião em presídio feminino de Honduras deixa 46 detentas mortas

Rebelião em presídio feminino de Honduras deixa 46 detentas mortas

Uma rebelião em uma prisão feminina em Honduras deixou 46 detentas mortas. A rebelião foi no Centro Feminino de Adaptação Social, uma penitenciária com capacidade para 900 pessoas e que fica a cerca de 20 quilômetros da capital, Tegucigalpa.

Segundo as autoridades, a maioria das vítimas morreu queimada e é feito um trabalho para conseguir a identificação das detentas mortas. Ao todo, sete pessoas ficaram feridas e foram internadas.

Segundo o presidente de Honduras, a rebelião foi planejada por gangues, com conhecimento dos guardas. O chefe do Sistema Penal disse que o ataque foi uma reação à repressão do governo nos últimos meses contra a corrupção nas prisões.

A previsão do governo hondurenho é que sejam anunciadas novas medidas para combater o crime organizado no Brasil.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

nao-sabemos-o-que-sao-os-ruidos,-diz-guarda-costeira

G1 Mundo

Não sabemos o que são os ruídos, diz Guarda Costeira

No domingo (18), um submarino turístico com cinco tripulantes que fazia uma viagem até os escombros do Titanic, a 3.800 metros de profundidade, perdeu contato com a superfície. A Guarda Costeira dos EUA está liderando as operações de busca. Em entrevista coletiva, o capitão Jamie Frederick, da Guarda Costeira dos EUA também que até agora não se pode nem dizer com precisão de onde vêm os ruídos e que não […]

today21 de junho de 2023 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%