G1 Mundo

Rei do Marrocos aparece em público pela primeira vez desde o tremor

today12 de setembro de 2023 24

Fundo
share close

Durante sua visita, o rei também expressou seu agradecimento à Espanha, ao Catar, ao Reino Unido e aos Emirados Árabes Unidos por enviarem equipes de resgate para auxiliar no socorro às vítimas. No entanto, até o momento, o Marrocos não aceitou ofertas de outros países.

Rei do Marrocos aparece em público pela primeira vez desde o tremor — Foto: Reprodução/TV Globo



Rei do Marrocos aparece em público pela primeira vez desde o tremor — Foto: Reprodução/TV Globo

Enquanto a população do Marrocos demonstra respeito pelo rei, também há uma expectativa de que o governo tome medidas significativas para ajudar a comunidade a se recuperar da devastação causada pelo terremoto.

“A população aqui ama o rei, mas espera que ele faça algo”, cobrou o Hamza.

No Marrocos, uma festa de casamento realizada na véspera do terremoto salvou a vida de todo um vilarejo. Cerca de 600 pessoas estavam reunidas ao ar livre quando o terremoto atingiu o país na sexta-feira (8). Até quatro dias após o desastre, os noivos Habiba e Mohammed ainda estão vestindo as mesmas roupas da celebração. A tenda originalmente montada para o casamento agora serve como um refúgio improvisado para aqueles que perderam tudo em decorrência do terremoto.

Em Marraquexe, a maior cidade atingida pelo terremoto, muita gente ainda dorme nas ruas. Cenas assim se repetem até a Cordilheira do Atlas, o local mais afetado.

Moulay Brahim era turística por causa do culto ao santo que dá nome à cidade. Mas, agora, moradores acham que visitantes vão demorar a voltar e movimentar o comércio de um local que já era extremamente pobre. Aicha acredita que seja questão de meses:

“Ninguém quer se arriscar em um local perigoso”, afirma.

No Marrocos, equipes de resgate enfrentam desafios na busca por sobreviventes — Foto: Jornal Nacional/ Reprodução

Veja, abaixo, a reportagem completa:

Equipes têm dificuldades para chegar em regiões atingidas pelo terremoto no Marrocos

Equipes têm dificuldades para chegar em regiões atingidas pelo terremoto no Marrocos

Quase 100 horas depois do terremoto, o que os socorristas mais querem é escutar sons de latidos. Cães farejadores são treinados para latir quando encontram sinais de vida. Mas eles têm trabalhado quase em silêncio.

O desafio é enorme até para as equipes de resgate mais bem treinadas do mundo. Construções feitas basicamente com pedra e barro desmoronaram de tal forma que não sobram aqueles “bolsões de ar”, onde vítimas, muitas vezes, conseguem sobreviver durante dias após um tremor.

O Hassam tinha uma casa dessas. Perdeu o teto, mas não a solidariedade. A correspondente Bianca Rothier narra uma das cenas mais emocionantes que ela já viu. O Hassan viu que a equipe do Jornal Nacional estava em um vilarejo trabalhando durante horas e ele, mesmo acampado embaixo de uma árvore, preparou banquete. Na mesa estavam especialidades do país.

Ali do lado estava a casa mais sofisticada do vilarejo de Tansrat. Nem a casa, aparentemente bem estruturada, foi poupada. O carro está completamente destruído. O Jamal era o dono. Agora, teme o frio, em um local onde neva. O pior ainda está pela frente.

Ele, agora, também precisa dormir em uma tenda. Mas ainda é capaz de sorrir. Jamal explicou que as crianças estão achando a experiência até divertida porque não têm a dimensão do que aconteceu. Curiosas, elas ainda agradeceram a equipe do Jornal Nacional por estar lá.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

antes-e-depois:-veja-os-efeitos-da-enchente-na-libia-em-imagens-por-satelite

G1 Mundo

Antes e depois: veja os efeitos da enchente na Líbia em imagens por satélite

A cidade de Derna, de cerca de 125 mil moradores, ficou destroçada. Há prédios destruídos, carros virados com os chassis para o alto e lama e entulho pela cidade toda. Cidade de Derna, uma das mais atingidas pelas enchentes na Líbia — Foto 1: Planet Labs PBC via AP — Foto 2: Planet Labs PBC via AP Milhares de pessoas morreram e pelo menos 10 mil estão desaparecidas por causa […]

today12 de setembro de 2023 21

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%