G1 Mundo

Reino Unido e UE chegam a acordo sobre Irlanda do Norte, último impasse do Brexit

today28 de fevereiro de 2023 9

Fundo
share close

“A decisão proporciona um comércio livre e suave com o Reino Unido“, disse o primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak, acrescentando que foram feitas alterações no acordo original e que o Reino Unido e a União Europeia são “aliados, amigos e parceiros comerciais”.

O acordo foi alcançando durante um encontro entre o Sunak e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, nesta segunda-feira (27), em um hotel em Londres, segundo uma fonte do governo.

“Concordamos com fortes garantias para fazer o acordo funcionar”, disse Ursula von der Leyen.



Veja abaixo os principais pontos debatidos neste novo acordo:

  • Não cria fronteiras marítimas com a Irlanda;
  • Remédios aprovados no Reino Unido serão também aprovados na Irlanda;
  • Comidas disponíveis em supermercados britânicos também estarão na Irlanda;
  • Cria duas linhas para produtos que entrarem na Irlanda do Norte: via verde, para itens que ficarão somente dentro da Irlanda do Norte; e via vermelha, para aqueles que seguirão para outros países da União Europeia.

A Assembleia da Irlanda do Norte poderá puxar um “freio de mão de emergência” para essas facilidades na importação e exportação de produtos. Esse recurso foi criado para proteger o mercado interno de novas regras que a União Europeia possa implementar no futuro. No entanto, a palavra final sobre o uso desse veto caberá ao Tribunal Europeu de Justiça.

O Reino Unido era contra o texto do protocolo, que prevê controles alfandegários às mercadorias procedentes da Grã-Bretanha que chegam à Irlanda, que não faz parte do Reino Unido e, portanto, continuou na União Europeia.

Após o Brexit, há três anos, essa passou a ser a única fronteira do território britânico com o do bloco europeu por terra. A proposta do protocolo é que não tenha controle para a circulação de cidadãos – normalmente, apenas entre os países da UE a livre circulação de pessoas é garantida.

“Acreditamos que essas são as negociações finais e um progresso significativo foi feito ao longo de várias semanas e meses, mas é importante ter essas discussões em nível de liderança para que o acordo seja finalmente fechado”, disse o porta-voz de Sunak a repórteres.

Irlanda do Norte e República da Irlanda: mapa mostra impasse aduaneiro no Brexit — Foto: Guilherme Luiz Pinheiro/G1

Conflito interno e externo

Ao longo dos três últimos anos protocolo gerou tensões entre a UE e o Reino Unido, mas também se tornou um problema interno para Rishi Sunak, que enfrenta a oposição de defensores ferrenhos do Brexit, que rejeitam qualquer aplicação de fato da legislação europeia em território britânico e, por isso, bloqueiam há um ano o funcionamento do Executivo do país.

Para apaziguar os unionistas, Londres ameaçou no ano passado uma retirada unilateral do acordo, o que provocou a revolta da Irlanda e da UE, que mencionaram uma possível guerra comercial.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

tragedia-na-costa-italiana-ocorre-apos-aprovacao-de-lei-que-dificulta-socorro-a-sobreviventes-por-ongs

G1 Mundo

Tragédia na costa italiana ocorre após aprovação de lei que dificulta socorro a sobreviventes por ONGs

O relato de sobreviventes publicado pelo jornal “Corriere Della Sera” é estarrecedor. A embarcação se aproximava da costa, na escuridão, quando os contrabandistas, receosos da presença da polícia costeira, mudaram de rumo para atracar em outro lugar. Para aliviar o peso e ganhar velocidade, lançaram ao mar cerca de 20 pessoas, que morreram afogadas. Depois o barco partiu ao meio, na colisão com rochas. Poucos tinham coletes salva-vidas. A primeira-ministra […]

today28 de fevereiro de 2023 11

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%