G1 Mundo

Relações entre Brasil e Israel são fortes, e convocar embaixador é medida drástica, avalia diplomata

today18 de fevereiro de 2024 10

Fundo
share close

As relações entre Brasil e Israel são fortes, mas a fala de Lula comparando a situação em Gaza ao Holocausto nazista gera “desconforto internacional”, avaliou Rubens Barbosa, ex-embaixador do Brasil em Londres e diplomata. Em razão da gravidade das declarações do presidente, a reação de Israel foi imediata e exigiu uma “medida drástica”: a convocação do embaixador brasileiro para uma repreensão.

“É uma situação delicada. Eu não creio que esse incidente possa afetar as relações entre o Estado de Israel e o Estado brasileiro, porque há muitos interesses em jogo, inclusive na área de Defesa”, afirmou Barbosa, em entrevista à GloboNews (veja no vídeo acima), neste domingo (18).

“Na minha opinião, acho que o Brasil tem que se manter equidistante e implementar a política tradicional brasileira, que é a favor dos dois estados, a favor da defesa do povo palestino, mas não entrar nesses ataques a Israel”, completou o diplomata.



Lula falou de improviso, e o Itamaraty não compartilha da opinião do presidente, analisou Barbosa. “Quando ele fala de improviso, nós vimos isso nos outros pronunciamentos, que também ele criticou o primeiro-ministro, chamou de insano, classificou de genocídio, ele não estava lendo, ele estava falando”, pontuou. Para Barbosa, neste domingo, o presidente “passou da linha vermelha” ao criticar o Estado de Israel.

Lula deu as declarações durante entrevista em Adis Abeba, na Etiópia, onde participou nos últimos dias da 37ª Cúpula da União Africana e de reuniões bilaterais com chefes de Estado do continente.

“O que está acontecendo na Faixa de Gaza e com o povo palestino não existe em nenhum outro momento histórico. Aliás, existiu: quando o Hitler resolveu matar os judeus”, disse Lula.

Lula compara guerra em Gaza com ações de Hitler

Lula compara guerra em Gaza com ações de Hitler

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, reagiu e afirmou que vai convocar o embaixador brasileiro para “uma dura conversa de repreensão”.

“As palavras do presidente do Brasil são vergonhosas e graves. Trata-se de banalizar o Holocausto e de tentar prejudicar o povo judeu e o direito de Israel se defender”, disse Netanyahu, em uma publicação neste domingo (18) no X (antigo Twitter).

“Comparar Israel ao Holocausto nazista e a Hitler é cruzar uma linha vermelha”

O ex-embaixador Rubens Barbosa concordou que fala de Lula passou “da linha vermelha”, porque as críticas extrapolaram o governo de Netanyahu: “ele [Lula] critica o próprio Estado de Israel. Aí aumentou a gravidade e a reação do governo de Israel foi imediata”.

Post de Netanyahu reage à fala de Lula comparando guerra em Gaza ao Holocausto — Foto: Reprodução/GloboNews




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

o-youtuber-preso-apos-simular-o-proprio-sequestro

G1 Mundo

O youtuber preso após simular o próprio sequestro

De origem taiwanesa, os jovens estavam fazendo uma viagem pelo Camboja e foram presos e condenados no país. O vídeo tinha imagens dos dois jovens sendo presos e apanhando de seguranças na cidade de Sihanoukville. Mas as imagens eram falsas e eles foram presos após serem desmascarados por outros influenciadores. Na segunda-feira (12), Chen – conhecido online como Goodnight Chicken – postou vídeos nos quais alegava que havia sido sequestrado […]

today18 de fevereiro de 2024 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%