G1 Mundo

Relógio de ouro do homem mais rico do Titanic é vendido por R$ 5,7 milhões

today27 de abril de 2024 6

Fundo
share close

Um relógio de bolso de ouro usado pelo passageiro mais rico do Titanic foi vendido por 900 mil libras (R$ 5,7 milhões, na cotação atual), em um leilão neste sábado (27), na cidade de Devizes, na Inglaterra, informou a BBC. A casa leilões Henry Aldridge & Son que organizou a venda.

Somando os impostos e as taxas, o comprador pagará um total de 1,175 milhão de libras, custo que o leiloeiro Andrew Aldridge descreveu como um “recorde mundial”.

O relógio pertencia ao empresário John Jacob Astor, que estava a bordo do Titanic quando o navio que se chocou contra um iceberg e afundou, em 1912. Sete dias depois do naufrágio, o corpo de Astor foi encontrado boiando no mar. Na ocasião, foi encontrado um relógio de bolso com ele.



Segundo a mídia inglesa, esperava-se que o relógio fosse vendido por um valor entre 100 mil e 150 mil libras.

Quem era John Jacob Astor

Em uma reportagem do jornal inglês “The Guardian”, o leiloeiro Andrew Aldridge afirmou que Astor não era apenas o passageiro mais rico a bordo do Titanic, mas também um dos homens mais ricos do mundo, com um patrimônio estimado em cerca de US$ 87 milhões – o equivalente a bilhões de dólares hoje em dia.

Ele era o bisneto de um homem que ficou rico com o comércio de peles no século 19.

Aldridge também disse que quando o Titanic bateu no iceberg, por volta de 23h40, Astor não pensou que o risco era grave.

Quando o milionário se deu conta de que o perigo era real e as pessoas começaram a ser retiradas do navio, Astor ajudou a mulher a embarcar em um bote salva-vidas. Ele foi visto pela última vez fumando e conversando com outro passageiro.

A mulher de Astor, que estava grávida, sobreviveu.

O filho de Astor, Vincent, ficou inicialmente com o relógio, mas depois o deu de presente ao secretário executivo que trabalhou com seu pai, William Dobbyn.

O leiloeiro afirma que o relógio foi restaurado e que é um item importante ligado à história do “navio mais famoso do mundo”.

Semana Pop: O que é real e o que é ficção no filme Titanic

Semana Pop: O que é real e o que é ficção no filme Titanic

Em abril de 1912, o Titanic fez sua viagem inaugural. O navio deixou o porto de Southampton para cruzar o Oceano Atlântico e chegar a Nova York —o que nunca aconteceu.

Na noite de 14 de abril de 1912, um iceberg com 125 metros de comprimento bateu no navio.

Três horas depois, o Titanic já tinha afundado. Mais de 1,5 mil pessoas morreram. Os restos do barco estão a uma profundidade de cerca de 3,8 mil metros.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

tornado-nos-eua:-imagens-de-drone-mostram-destruicao-causada-por-fenomeno-no-estado-de-nebraska;-veja-video

G1 Mundo

Tornado nos EUA: imagens de drone mostram destruição causada por fenômeno no estado de Nebraska; veja vídeo

O fenômeno, que também atingiu o estado de Iowa, derrubou casas e árvores e deixou cerca de 10 mil residências e empresas sem energia elétrica, segundo a agências de notícias Associated Press. Várias pessoas ficaram feridas, mas não houve nenhum registro de morte. O alerta de tornado permaneceu em vigor até a noite de sexta-feira, com o Serviço Meteorológico Nacional registrando mais de 60 relatos em cinco estados dos EUA […]

today27 de abril de 2024 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%