Notícias

Rússia deixa tratado global que proíbe testes nucleares

today4 de novembro de 2023 4

share close

O tratado de 1996 proíbe todos os testes com armas nucleares, embora nunca tenha entrado em vigor porque alguns países-chave – entre eles, Estados Unidos e China – nunca o ratificaram.

A Rússia afirma que não retomará os testes a menos que Washington o faça e que sua desratificação não altera sua postura nuclear ou a forma como compartilha informações sobre suas atividades nucleares.

Alguns especialistas ocidentais em controle de armas estão preocupados com a possibilidade de a Rússia estar se aproximando de um teste para intimidar e provocar medo em meio à guerra na Ucrânia, uma ideia que as autoridades russas minimizaram.



Putin disse, em 5 de outubro, que não estava pronto para dizer se a Rússia deveria ou não retomar os testes nucleares, depois dos apelos de alguns especialistas em segurança e legisladores russos para que testasse uma bomba nuclear como um aviso ao Ocidente.

Tal medida, se de fato acontecer, poderia dar início a uma nova era de testes nucleares de grandes potências, temem os especialistas ocidentais.

A aprovação da lei de desratificação por Putin foi publicada em um site do governo que dizia que a decisão tem efeito imediato. As duas câmaras do Parlamento russo já aprovaram a medida.

‘Profundamente lamentável’

Robert Floyd, chefe da Organização do Tratado de Proibição Total de Testes Nucleares, cuja função é promover o reconhecimento do tratado e construir o seu regime de verificação para garantir que nenhum teste nuclear passe despercebido, condenou a medida da Rússia.

“A decisão de hoje da Federação Russa de revogar a ratificação do Tratado de Proibição Completa de Testes Nucleares é muito decepcionante e profundamente lamentável”, disse Floyd, que tentou fazer lobby com altos funcionários russos para fazê-los mudar de ideia, no X (antigo Twitter).

O tratado estabeleceu uma rede global de postos de observação que podem detectar sons, ondas de choque ou precipitação radioativa de uma explosão nuclear.

A Rússia pós-soviética nunca realizou um teste nuclear. A União Soviética fez o último teste em 1990 e os Estados Unidos em 1992. Nenhum país, exceto a Coreia do Norte, realizou um teste envolvendo uma explosão nuclear neste século.

Andrey Baklitskiy, pesquisador sênior do Instituto das Nações Unidas para Pesquisa sobre Desarmamento, disse que a desratificação do CTBT pela Rússia é parte de uma “ladeira escorregadia” para a retomada dos testes.

“Não sabemos que passos seguiremos e quando, mas sabemos onde termina esta estrada. E não queremos ir para lá”, disse ele.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Notícias.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

turista-morre-apos-se-afogar-em-praia-no-litoral-de-sp

G1 Santos

Turista morre após se afogar em praia no litoral de SP

Um jovem, de 27 anos, morreu afogado neste sábado (4), em uma praia em Guarujá, no litoral de São Paulo. Conforme apurado pelo g1, ele foi retirado do mar pelo Grupamento de Bombeiros Marítimos (GBMar), em estado de parada cardiorrespiratória. O rapaz foi levado para um hospital na cidade, mas não resistiu. O jovem, identificado como Igor Lucas Miranda Queiroz, morava em Santo André (SP). Segundo o GBMar, ele se […]

today4 de novembro de 2023 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%