G1 Mundo

Rússia faz maior ataque na Ucrânia em 1 mês; 17 morrem

today28 de abril de 2023 4

Fundo
share close

Bombardeios atingiram cidades no centro e no sul, e sirenes por risco de míssil soaram em todo o país, inclusive em Kiev. Entre os mortos está uma criança de três anos. Especialistas indicavam ofensiva russa no fim de abril.




Míssil atinge prédio residencial em Uman, no centro da Ucrânia

Míssil atinge prédio residencial em Uman, no centro da Ucrânia

Em uma nova onda de ofensivas, a Rússia fez nesta sexta-feira (28) o maior ataque à Ucrânia em um mês. 17 pessoas morreram após uma série de bombardeios em cidades no sul e no centro do país, o que mostra uma expansão das operações das tropas russas, que vinham se concentrando no leste.

As sirenes por risco de míssil soaram por toda a Ucrânia, inclusive em Kiev.

Além da capital, há relatos de explosões em Uman, Dnipro, Kremenchuk e Poltava, no centro da Ucrânia, e em Mykolaiv, no sul. Os ataques foram atribuídos à Rússia pelas autoridades ucranianas.

  • Em Uman, um míssel atingiu um prédio residencial, matando 15 pessoas e deixando outras nove feridas.
  • Em Dnipro, um míssil atingiu uma casa, matando duas pessoas. “Uma jovem e uma criança de três anos foram mortas”, disse o prefeito da cidade, Borys Filatov, no Telegram.
  • Já na região de Kiev, duas pessoas ficaram feridas.

A Ucrânia disse que conseguiu interceptar 11 mísseis de cruzeiro e dois drones nas proximidades da capital.

Moradores de Kiev relataram por canais locais do Telegram ter visto objetos aéreos, que não foram identificados em direção ao oeste do país – perto da fronteira com a Polônia.

Os ataques indicam a tendência já apontada por institutos de estudo da guerra da Ucrânia de um aumento da ofensiva russa no fim de abril. Este é o maior ataque à Ucrânia em um mês.

Equipes de resgate trabalham nos escombros de um prédio danificado por um míssil, em Uman — Foto: Reuters

O Minsitério da Defesa da Rússia confirmou a série de bombardeois, mas alegou que os ataques foram direcionados apenas a alvos militares.

Em Donetsk, uma das cidades no leste da Ucrânia atualmente controladas pela Rússia, o governo russo instituído afirmou que um bombardeio de tropas de Kiev mataram sete pessoas.

O governo ucraniano não havia se posicionado sobre a acusação até a última atualização desta notícia.

Prédio atingido por míssil na cidade de Uman, na Ucrânia, onde três pessoas morreram, em 28 de abril de 2023. — Foto: Reuters

VÍDEOS: mais assistidos do g1

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

Você deseja continuar recebendo este tipo de sugestões de matérias?




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

tres-pessoas-morrem-apos-dois-helicopteros-do-exercito-dos-eua-cairem-durante-treinamento

G1 Mundo

Três pessoas morrem após dois helicópteros do Exército dos EUA caírem durante treinamento

Esse é o segundo acidente envolvendo helicópteros do Exército norte-americano em um mês. Segundo o 'The Washington Post', um tripulante foi socorrido com vida e levado ao hospital. Helicóptero do modelo AH-64, usado pelo Exército dos EUA — Foto: U.S Army/Divulgação Dois helicópteros do Exército dos Estados Unidos caíram durante um treinamento no Alasca, nesta quinta-feira (27). Três pessoas morreram e uma ficou ferida, segundo o jornal "The Washington Post". […]

today28 de abril de 2023 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%