G1 Santos

Saiba quem é o vereador que está preso por esquema de fraudes em licitações e chorou em depoimento

today27 de abril de 2024 12

Fundo
share close

Ricardo Queixão (PSD), de 40 anos, é vereador em Cubatão (SP) e já chegou a presidir a Câmara Municipal. Antes de se envolver com a política era motorista e operador de empilhadeira e também tem ligação com o mundo do samba. Ele foi preso em 16 de abril durante a Operação Munditia deflagrada contra esquema de fraudes a licitações que favoreciam empresas ligadas ao PCC.

O vereador teve a prisão temporária convertida em preventiva na última quinta-feira (25). Em audiência realizada na terça-feira (23) disse que recebia “ajuda” de R$ 5 mil mensais do empresário Vagner Borges Dias, tido como principal nome do esquema criminoso e que está foragido. Queixão foi denunciado pelo MP-SP por integrar uma organização criminosa.

Queixão está no seu terceiro mandato no Legislativo de Cubatão. Em 2012 foi eleito pela primeira vez com 2.099 votos, pela coligação PRB/PMDB/PSDC.



Foi reeleito em 2016 o terceiro mais votado, com 1.967 votos pela coligação PDT/PSD/PROS.

Ex-presidente da Câmara de Cubatão é preso por fraudes em licitação

Ex-presidente da Câmara de Cubatão é preso por fraudes em licitação

Já em 2020, voltou a ser eleito com menos da metade dos votos que recebeu em 2012. Ele foi escolhido por 1.031 moradores.

Queixão também é envolvido no mundo do samba. Tem atuação Associação Cidade de Madeira, que será a futura Escola de Samba da Vila dos Pescadores da cidade.

Durante a audiência, Queixão disse ter sido procurado por Vagner, salvo engano, em 2020. Segundo ele, a abordagem foi para demostrar o interesse em fazer um trabalho político em Cubatão.

O vereador contou ter ligado para o empresário e posteriormente firmado um acordo com ele. Na versão apresentada, Queixão teria que apoiar um eventual candidato a deputado federal e, em troca, receberia esses repasses mensais, que, de acordo com o preso, seriam usados por ele para cumprir os compromissos assumidos com a população.

Queixão disse, ainda, que usava o dinheiro recebido via Pix, em contas de terceiros, para pagar pessoas que o apoiaram na campanha, e para quem não conseguiu arranjar cargos. Ao final do depoimento ele chorou e disse que pretendia renunciar ao cargo no Legislativo. Segundo ele, a política foi uma ‘porcaria’ na vida dele.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

trabalhador-portuario-e-preso-por-trafico-internacional-de-drogas-apos-abastecer-navio-com-cocaina;-video

G1 Santos

Trabalhador portuário é preso por tráfico internacional de drogas após abastecer navio com cocaína; VÍDEO

Embarcação em que ele trabalhava, no Porto de Santos, tinha como destino a África do Sul. Estivador é preso com pó similar a cocaína no Porto de Santos Um trabalhador portuário, que que atua na estiva [movimenta e arruma cargas em navios], foi preso por tráfico internacional de drogas após ser flagrado com cocaína no Porto de Santos, no litoral de São Paulo. Vídeos obtidos pelo g1, neste sábado (27), […]

today27 de abril de 2024 1

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%