G1 Mundo

Seis policiais brancos admitem tortura a dois homens negros nos EUA

today4 de agosto de 2023 4

Fundo
share close

Este caso é um “exemplo horrível e impactante de má conduta policial, que não tem cabimento em nossa sociedade”, declarou aos jornalistas Kristen Clarke, representante do departamento, que denunciou os atos “motivados por preconceito e ódio racial”.

Os seis agentes estão sendo processados e foram afastados do serviço.

Em janeiro, os policiais entraram “sem mandado ou justificativa” em uma casa em Braxton, pequena localidade do Mississippi, para torturar os dois homens negros, segundo um comunicado oficial.



Os policiais os algemaram e os submeteram a uma sessão de tortura com “insultos racistas”, disse Clarke.

Segundo a acusação, os agentes agrediram sexualmente as duas vítimas com um vibrador e efetuaram nelas 17 disparos com arma de choque.

Também humilharam os dois obrigando-os a beber álcool, óleo de cozinha, leite e outros líquidos. Segundo Clarke, uma das vítimas foi agredida com “uma espada de metal, um pedaço de madeira e um utensílio de cozinha”.

A sessão de tortura, que durou cerca de duas horas, terminou quando um dos agentes colocou sua arma de serviço na boca de uma das vítimas. Para assustá-lo, apertou o gatilho uma primeira vez após retirar uma bala do carregador.

Contudo, na segunda tentativa de efetuar um tiro seco, a arma acabou disparando e a bala atravessou o pescoço da vítima.

Em seguida, os policiais deixaram os homens em uma poça de sangue durante vários minutos, enquanto colaboravam entre si para tentar ocultar o incidente.

Os agentes também plantaram uma pistola de ar comprimido em uma das vítimas e metanfetamina no local dos fatos para encenar um motivo para uma intervenção.

Posteriormente, apresentaram relatórios falsos e mentiram repetidamente aos investigadores.

Três deles já tinham se declarado culpados em outro caso de violência policial em dezembro.

VÍDEOS: mais assistidos do g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

filho-do-presidente-colombiano-diz-que-traficante-deu-dinheiro-para-a-campanha-do-pai

G1 Mundo

Filho do presidente colombiano diz que traficante deu dinheiro para a campanha do pai

Nicolás Petro, filho do presidente da Colômbia, Gustavo Petro, afirmou que um homem condenado por narcotráfico deu dinheiro para a campanha presidencial de seu pai. A afirmação foi feita ao Ministério Público --Nicolás é acusado de lavagem de dinheiro, e está em processo de colaboração com os promotores. O promotor do caso, Mario Burgos, afirmou em audiência judicial nesta quinta-feira (3) que Nicolás recebeu grandes somas de dinheiro de Samuel […]

today4 de agosto de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%