G1 Mundo

Soldado dos EUA que cruzou a fronteira para a Coreia do Norte fugia dos maus-tratos e do racismo no exército, afirma mídia norte-coreana

today15 de agosto de 2023 8

Fundo
share close

Travis King, soldado norte-americano que atravessou a fronteira da Coreia do Sul e entrou na Coreia do Norte em julho, fugia dos maus-tratos e do racismo no exército dos Estados Unidos, segundo a KCNA, agência de notícias estatal norte-coreana.

Em comunicado compartilhado nesta terça-feira (15), as autoridades da Coreia do Norte afirmaram que o rapaz de 23 anos admitiu ter entrado ilegalmente no país e disse que quer se refugiar na nação asiática ou em um terceiro país

“Durante a investigação, Travis King confessou que havia decidido vir para a Coreia do Norte porque nutria ressentimentos contra maus-tratos desumanos e discriminação racial dentro do exército dos EUA”, disse a KCNA. “Ele também expressou sua vontade de buscar refúgio na RPDC ou em um terceiro país, dizendo que estava desiludido com a sociedade americana desigual.”



Em resposta, o Pentágono disse que não poderia confirmar a veracidades dos fatos relatados pela KCNA. “Continuamos focados no retorno seguro [de King]. A prioridade do departamento é trazer o soldado King para casa e estamos trabalhando por todos os canais disponíveis para alcançar esse resultado”, disse um porta-voz do governo norte-americano.

O soldado visitava a Zona Desmilitarizada da Coreia com um grupo turístico em 18 julho quando, de repente, saiu correndo e ultrapassou o limite da fronteira entre as duas nações, entrando no território norte-coreano.

Dias depois, o exército dos Estados Unidos afirmou que King havia sido detido pela Coreia do Norte e que o governo estava usando canais diplomáticos da ONU para tentar resgatá-lo. Em resposta, as autoridades norte-coreanas afirmaram ter recebido os pedidos de contato norte-americanos, mas não deram mais notícias do soldado.

À época, as autoridades disseram que nada indicava que o rapaz era simpatizante do regime norte-coreano e que, talvez, ele não estivesse pensando direito.

Mapa destaca a Zona Desmilitarizada entre as Coreias — Foto: Arte g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

fogo-no-havai:-moradores-com-parentes-desaparecidos-recolhem-amostras-de-dna-para-ajudar-nas-buscas

G1 Mundo

Fogo no Havaí: moradores com parentes desaparecidos recolhem amostras de DNA para ajudar nas buscas

As equipes de buscas já vasculharam um quarto da área mais atingida pelos incêndios florestais da cidade de Lahaina, no Havaí. 99 corpos foram encontrados até o momento. Na segunda-feira (14), o governador do Havaí, Josh Green, disse que ainda deve levar mais 10 dias para que o total de vítimas seja finalizado. A operação conta com 20 cães farejadores, que vasculham os escombros. Até agora, apenas 25% de Lahaina […]

today15 de agosto de 2023 34

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%