G1 Santos

‘SP Nos Trilhos’: Tarcísio anuncia programa que promete investir R$ 190 bi em linhas de trem no estado

today29 de maio de 2024 15

Fundo
share close

  • Obras em andamento
  • Obras em fase de licitação e contratação
  • Projetos com estudos avançados
  • Projetos iniciando estudos
  • Projetos ainda em análise dentro do governo de SP

“A gente está falando da expansão dos trens metropolitanos, a gente está falando da expansão do metrô, a gente está falando de mais trem intercidades”, afirmou Tarcísio.

Durante discurso nesta quarta, o governador citou alguns projetos incluso nesse programa. Veja abaixo:



  • Linha 6 do Metrô: entre o São Joaquim e a Brasilândia, na capital paulista

✍🏼 Em processo de contratação:

  • Trem Intercidades: entre Campinas e São Paulo, assinado nesta quarta;
  • Concessão da Linha 7 – Rubi: entre a Estação Barra Funda, em São Paulo e Jundiaí;
  • Trem Intermetropolitano: entre Jundiaí e Campinas, passando por Louveira, Vinhedo e Valinhos;
  • Extensão da linha 4 do Metrô: até Taboão da Serra (SP);
  • Extensão da linha 5 do Metrô: Até o Jardim Ângela;

📐 Obras em estudos ou com edital ainda não lançado

  • Concessão das linha 11, 12 e 13: com extensão linha 11 em Mogi das Cruzes e da linha 13 até Bonsucesso, em Guarulhos (SP);
  • Trem intercidades entre São José dos Campos e São Paulo: aproveitando a extensão da linha 13;
  • Trem intercidades entre Sorocaba e São Paulo: em breve entra em fase de consulta pública;
  • Trem intercidades entre Santos e São Paulo: iniciando os estudos;
  • Construção da linha 14: malha radial que vai ligar a Zona Leste ao ABC e a Guarulhos;
  • Linha VLT Metropolitana: ligando Campinas, Sumaré e Hortolândia;
  • Linha VLT Viracopos: ligando o aeroporto de Campinas ao centro da cidade;
  • Linhas VLT em Sorocaba: em estudos.

Governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, assina a concessão do Trem Intercidades, que vai ligar capital a Campinas — Foto: Gabriella Ramos/g1

‘Esforço’ para retomar ferrovias

Durante discurso, Tarcísio citou os investimentos feitos na malha ferroviária de carga, mas disse que é necessário recuperar o transporte de passageiros por trilhos, uma vez que, segundo o governador, as rodovias que chegam até a capital estão “cada vez mais congestionadas”.

“As grandes cidades nasceram nas margens dos trilhos e isso foi morrendo com o passar do tempo. E há um grande esforço de retomar o transporte ferroviário”.

O governador afirmou que a escolha pelo transporte de passageiros por trens segue uma tendência mundial e atende princípios da sustentabilidade. Tarcísio ainda agradeceu o BNDES, banco de investimentos do governo Federal, e a Assembleia Legislativa de São Paulo, no apoio aos projetos.

“Tem um futuro ferroviário que está renascendo. Nós vamos fazer a ferrovia renascer no estado de São Paulo. A gente vai fazer o Paulista voltar a andar de trem”.

Na prática, segundo a SPI, o contrato entre o governo e o consórcio será assinado oficialmente na segunda-feira (3) – primeiro dia útil após a autorização dada pelo governador nesta quarta.

A concessão é para explorar o serviço por 30 anos, e a expectativa é que o serviço expresso entre em operação a partir de 2031.

Quando estiver operando, o Trem Intercidades deve fazer as viagens entre São Paulo e Campinas em 1 hora e 4 minutos, em um trem com capacidade para 860 passageiros sentados, operando em intervalos de até 15 minutos nos horários de pico e com passagem de R$ 64. O investimento previsto no projeto é de R$ 14,2 bilhões.

Também estão inclusos na concessão a operação da Linha 7-Rubi e a construção e operação do Trem Intermetropolitano (TIM), que vai de Jundiaí a Campinas, e atende também Louveira, Vinhedo e Valinhos.

A proposta de linhas do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) em Campinas (SP) prevê dois ramais ferroviários, um metropolitano, ligando Campinas, Hortolândia e Sumaré, e outro entre o Centro da metrópole e o Aeroporto de Viracopos, com ligação direta à estação do futuro trem intercidades.

A medida foi anunciada após reunião conjunta do Conselho Gestor do Programa de Parcerias Público-Privadas (CGPPP) e do Conselho Diretor do Programa de Desestatização (CDPED). Os investimentos previstos são de R$ 2,6 bilhões, mas não há prazo para implantação.

VÍDEOS: tudo sobre Campinas e Região




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

funcionario-agredido-por-cunhado-de-vereador-em-ps-diz-que-nao-houve-pedido-de-desculpas:-‘falta-de-respeito’

G1 Santos

Funcionário agredido por cunhado de vereador em PS diz que não houve pedido de desculpas: ‘falta de respeito’

O caso aconteceu no PS localizado no bairro Parque Bitaru, na segunda-feira (27). Após as agressões, o controlador de acesso, de 48 anos, passou por atendimento médico e odontológico e foi encaminhado à delegacia para registrar um boletim de ocorrência. Contratado por empresa terceirizada, Arnaldo contou ao g1 estava trabalhando quando o vereador e seus assessores apareceram no pronto-socorro. Antes de entrar, segundo o controlador de acesso, o vereador questionou […]

today29 de maio de 2024 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%