G1 Mundo

Suprema Corte de Israel derruba reforma que levou milhões às ruas contra Netanyahu em 2023

today1 de janeiro de 2024 8

Fundo
share close

A Suprema Corte de Israel derrubou nesta segunda-feira (1º) uma polêmica reforma do primeiro-ministro do país, Benjamin Netanyahu, que tirava poder do Judiciário do país. A lei provocou uma onda de protestos sem precedentes nas principais cidades de Israel ao longo de 2023.

A reforma, aprovada em votação no Parlamento do país, enfraquecia o Supremo Tribunal Federal ao determinar que parte das decisões da Corte poderiam ser vetadas pelo Legislativo.

A nova legislação também havia retirado o poder do Supremo de anular decisões governamentais e ministeriais, concentrando mais decisões nas mãos de Netanyahu. E dava mais liberdade ao governo para nomear juízes da Suprema Corte.



Na prática, a medida também poderia livrar o premiê de três processos pelos quais ele ainda responde em seu país, por suborno, quebra de confiança e fraude.

Em um comunicado, a Suprema Corte afirmou que 8 de seus 15 juízes se manifestaram contra a medida em votação nesta segunda. Os juízes argumentaram que a lei prejudica o exercício da democracia em Israel.

O Likud, partido de Netanyahu e defensor ferrenho da medida, chamou a decisão de “infeliz” e acusou a Suprema Corte de “se opor à vontade do povo por unidade, especialmente em tempos de guerra”. O ministro da Justiça, Yariv Levin, aliado de Netanyahu e arquiteto da reforma disse que a decisão prejudica “o sucesso dos nossos soldados na linha de frente”.

O rosto dos protestos históricos de Israel

O rosto dos protestos históricos de Israel

A reação de parte dos israelenses, já insatisfeitos com a aliança com a extrema direita, foi imediata, e a população foi às ruas de forma massiva por meses.

Os manifestantes argumentavam que a lei abria caminho para a corrupção e nomeações indevidas para a Suprema Corte.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

‘fuja-pela-sua-vida’-diz-alerta-de-tv-japonesa-a-brasileiros-sobre-riscos-de-tsunami-apos-terremoto

G1 Mundo

‘Fuja pela sua vida’ diz alerta de TV japonesa a brasileiros sobre riscos de tsunami após terremoto

Itamaraty divulgou nota expressando 'solidariedade e informando que não tem dados sobre cidadãos brasileiros mortos ou feridos até o momento.' TV japonesa alerta brasileiros sobre a possibilidade de tsunami Uma TV japonesa fez um alerta a brasileiros sobre riscos de tsunami após terremoto de 7.6. 'Fuja pela sua vida'. O anúncio da Sun Television (veja vídeo acima) é escrito em português. O governo do Japão emitiu o alerta para risco […]

today1 de janeiro de 2024 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%