G1 Mundo

Suprema Corte dos EUA derruba plano de Biden para cancelar dívida de estudantes; Casa Branca discorda da decisão

today30 de junho de 2023 4

Fundo
share close

A Suprema Corte dos EUA derrubou nesta sexta-feira (30) o plano do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, de cancelar US$ 430 bilhões (R$ 2,76 trilhões) em dívidas de empréstimos estudantis – medida que pretendia beneficiar até 43 milhões de americanos.

Os juízes norte-americanos decidiram contra Biden em uma votação de 6 a 3, favorecendo os conservadores que se opuseram à política do democrata. Os republicanos criticaram o projeto alegando que o benefício é injusto, já que beneficia apenas uma parcela dos estudantes.

Porém, o presidente dos EUA já planeja anunciar novas ações nesta sexta para auxiliar os estudantes. A Casa Branca também discordou da decisão da Suprema Corte.



“Embora discordemos fortemente do tribunal, nos preparamos para esse cenário”, disse um a fonte em anônimo à Reuters. “O presidente deixará claro que ainda não terminou de lutar e anunciará novas ações para proteger os tomadores de empréstimos”.

O projeto de Biden – anunciado em agosto de 2022 – cumpria sua promessa de campanha de 2020 de cancelar uma parte de US$ 1,6 trilhão (R$ 7,72 trilhões) em dívidas federais de empréstimos estudantis. Desde então, 26 milhões de estudantes pediram que suas dívidas fossem reduzidas.

Segundo o plano, o governo perdoaria até US$ 10 mil (R$ 48,2 mil) em dívida estudantil federal para americanos que ganhassem menos de US$ 125 mil (R$ 602,7 mil) por ano e que obtivessem empréstimos para pagar a faculdade e outros ensinos.

Segundo Biden na época, o desconto seria financiado com a redução do déficit, alcançada em seu mandato.

Suprema Corte dos EUA decide contra ações afirmativas nas universidades

Suprema Corte dos EUA decide contra ações afirmativas nas universidades

Também por 6 votos a 3, os juízes anularam a decisão de um tribunal inferior, que havia condenado a empresária Lorie Smith, de Denver, dona da empresa 303 Creative, que vende sites de casamentos personalizados.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

suprema-corte-dos-eua-permite-que-empresa-recuse-atendimento-a-casais-do-mesmo-sexo

G1 Mundo

Suprema Corte dos EUA permite que empresa recuse atendimento a casais do mesmo sexo

Na decisão, sobre um caso específico no Colorado, os juízes da Suprema Corte, de maioria conservadora, entenderam que o direito constitucional à liberdade de expressão permite que empresas e donos de negócios se recusem a fornecer serviços para casamentos do mesmo sexo. A decisão pode respingar em outros serviços prestados a qualquer pessoas LGBTQIA+. Por 6 votos a 3, os juízes anularam a decisão de um tribunal inferior, que havia […]

today30 de junho de 2023 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%