G1 Mundo

Talibã queima instrumentos musicais por considerar a música algo imoral

today30 de julho de 2023 4

share close

Autoridades acenderam fogueira e atiraram os instrumentos; segundo as autoridades do Talibã, a música ‘leva à corrupção moral’.


Fogueira ateada pelo Talibã serviu para queimar instrumentos musicais — Foto: Ministério afegão para a propagação da virtude e prevenção da imoralidade / AFP



As autoridades do Talibã acenderam uma fogueira em uma província do oeste do Afeganistão neste fim de semana e jogaram instrumentos musicais e equipamentos nas chamas. O motivo alegado pelo regime foi por considerarem a música algo ‘imoral’.

Desde que chegou ao poder em agosto de 2021, o Talibã impôs uma série de leis que refletem sua visão rigorosa do Islã, dentre elas a proibição de tocar música em público.

“Promover a música leva à corrupção moral e tocar música engana os jovens”, disse Aziz al-Rahman al-Muhajir, chefe do Ministério para a Promoção da Virtude e Prevenção da Imoralidade na província ocidental de Herat, onde ocorreu a fogueira.

Muitos dos equipamentos musicais que queimaram no sábado foram confiscados de vários dos salões de casamento da cidade. Entre os instrumentos jogados na fogueira estavam um violão, um harmônio, outros dois instrumentos de cordas e uma tablá, um tipo de tambor.

Além da música, as mulheres são as principais vítimas das novas leis impostas pelos talibãs. Elas estão sendo excluídas da maioria das escolas de ensino médio, das universidades e da administração pública.

Dentre as várias restrições impostas pelo Talibã, as mulheres também não podem trabalhar para organizações internacionais, visitar parques, jardins, academias ou banheiros públicos, ou viajar sem estarem acompanhadas por um parente do sexo masculino. E também devem se cobrir totalmente ao sair de casa.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

G1 Mundo

Partido de premiê da Espanha perde assento após contagem de votos no exterior e dificulta formação de governo

Com a mudança, eles precisariam do apoio dos grupos linha dura de separatistas catalães. Antes, o PSOE só precisava da sua abstenção. Na eleição acirrada de domingo, nem a coalizão de esquerda nem a de direita obtiveram assentos suficientes para formar uma maioria. Com 171 assentos para ambos os blocos, a decisão para o próximo premiê fica na mão dos partidos separatistas catalães Esquerra Republicana de Catalunya (ERC) e Junts, que somados possuem sete assentos.  Acredita-se ser provável que o […]

today30 de julho de 2023 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%