G1 Santos

Tartarugas-verdes resgatadas e cuidadas no Aquário de Santos são devolvidas ao mar

today28 de março de 2024

Fundo
share close

Duas tartarugas-verdes (Chelonia mydas), que foram resgatadas e cuidadas pelo Aquário de Santos, no litoral de São Paulo, foram devolvidas ao mar. Segundo a prefeitura, a equipe encarregada pelos animais soltou as tartarugas no Parque Estadual Marinho da Laje de Santos, a cerca de 40 quilômetros da costa.

Os dois répteis, apelidados de Ramona e Una, foram encontrados por moradores da cidade. Um deles estava no Aquário em observação desde outubro de 2022 e, o outro, há seis meses. Enquanto um estava debilitado, com sinais de interação com a pesca e ingestão de plástico, o segundo havia sofrido uma colisão com uma embarcação.

Durante a estadia e antes da alta, na manhã de quarta-feira (27), as tartarugas foram submetidas a procedimentos para estabilização e também para a cicatrização do casco. Elas ficaram em tanques individuais e receberam acompanhamento diário da equipe. As tartarugas se alimentavam de pescados, como tilápia e polvo, e vegetais no setor extra do Aquário.



“Os dados são alarmantes: em dez anos, 200 tartarugas marinhas foram acolhidas e tratadas, sendo 76 recuperadas, já que parte delas tinha corpos estranhos no trato intestinal. Vamos continuar firmes, com conscientização e sensibilidade ambiental”, afirmou o secretário de Meio Ambiente, Marcos Libório, por meio de nota divulgada pela prefeitura.

Tartaruga-verde que foi cuidada por equipe do Aquário de Santos (SP) — Foto: Prefeitura de Santos/Divulgação

As tartarugas-verdes fazem parte das cinco espécies que vivem no país. Elas podem atingir mais de 1,40m de comprimento e pesar mais de 200kg. Suas características incluem a cabeça pequena, com somente um par de escamas pré-frontais e uma mandíbula serrilhada, que facilita a alimentação com vegetais.

Conforme o Instituto Chico Mendes de Conservação de Biodiversidade (ICMBio), vinculada ao Ministério do Meio Ambiente e Mudança do Clima (MMA), a tartaruga-verde é a única espécie que se reproduz nas ilhas oceânicas brasileiras.

Tartarugas-verdes resgatadas e cuidadas no Aquário de Santos são devolvidas ao mar — Foto: Prefeitura de Santos/Divulgação

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

perdidos-no-mar:-relembre-quatro-casos-de-pessoas-que-ficaram-a-deriva-e-sobreviveram-no-litoral-de-sp

G1 Santos

Perdidos no mar: relembre quatro casos de pessoas que ficaram à deriva e sobreviveram no litoral de SP

Entre os resgates marcantes, o do africano que passou 54 dias no oceano e só pisou em terra firme em Santos; do surfista que ficou horas agarrado à prancha, e embarcações que apresentaram problemas e ficaram sem rumo pelo mar após temporais. Confira mais abaixo: Pescador à deriva por 54 dias: Homem que ficou à deriva em alto mar agradeceu capitão por resgatá-lo — Foto: Mariane Rossi/G1 "O vento rasgou […]

today28 de março de 2024 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%