G1 Mundo

Tatuagem foi motivo de contradição em depoimento de Daniel Alves, diz jornal

today24 de janeiro de 2023 54

Fundo
share close

Fontes do jornal relataram que, em seu depoimento perante a juíza, a vítima explicou que viu a tatuagem no abdômen de Alves quando o jogador tentou forçá-la a fazer sexo oral e ela resistiu. Questionado sobre a tatuagem pela juíza, Alves apresentou versões diferentes da história.

  • 1ª versão: Alves reconheceu ter uma tatuagem de meia-lua no abdômen e disse que foi a jovem que o atacou enquanto ele estava sentado no vaso sanitário.

Ao ouvir o depoimento do jogador, a juíza afirmou que, se o que Alves estava dizendo fosse verdade, a vítima nunca poderia ter visto a tatuagem, porque sua camisa estaria tampando o desenho. O jogador, então, se contradisse, apresentando outra versão dos fatos.

  • 2ª versão: Alves declarou que se levantou quando a jovem entrou no banheiro, o que lhe permitiu ver a tatuagem, localizada em uma parte do abdômen próxima à cintura. Nesta versão, o jogador disse que a relação sexual entre os dois foi consentida.

O jogador brasileiro Daniel Alves foi transferido de prisão nesta segunda-feira (23) por questões de segurança.



Alves foi enviado nesta manhã ao presídio de Brians 2, a cerca de 40 quilômetros de Barcelona, para evitar risco à integridade física do jogador. Segundo a Secretaria de Justiça do governo da Catalunha, não houve nenhuma ameaça, e a transferência é preventiva.

Brians 2, que fica no mesmo complexo onde o brasileiro já estava desde sexta-feira (20), tem menos presidiários, a maioria já condenada – Daniel Alves cumpre prisão preventiva enquanto aguarda o processo.

Segundo o jornal catalão “La Vanguardia”, ele ficará em uma cela individual com banheiro. A Secretaria de Justiça do governo da Catalunha não divulgou detalhes da transferência.

Um dos principais argumentos do governo catalão para a transferência de Alves é o de evitar a exposição do jogador, que é muito famoso na região, o que poderia trazer riscos para a sua segurança.

O presídio de Brians 1, para onde o brasileiro havia sido enviado na sexta-feira (20), tem mais presidiários, e as celas são maiores – portanto, compartilhadas com mais pessoas. Já o presídio de Brians 2 tem celas menores e até individuais e costuma abrigar condenados “famosos”.

Prisão na Catalunha onde Daniel Alves está preso — Foto: Secretaria de Justiça da Catalunha

VÍDEOS: mais assistidos do g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

na-argentina,-lula-diz-que-bndes-voltara-a-financiar-projetos-em-paises-vizinhos

G1 Mundo

Na Argentina, Lula diz que BNDES voltará a financiar projetos em países vizinhos

Lula deu a declaração durante pronunciamento em Buenos Aires, na Argentina, ao lado do presidente argentino, Alberto Fernández. Os dois participaram de um encontro com empresários dos dois países. "O BNDES vai voltar a financiar as relações comerciais do Brasil e vai voltar a financiar projetos de engenharia para ajudar empresas brasileiras no exterior e para ajudar que os países vizinhos possam crescer e até vender o resultado desse enriquecimento […]

today24 de janeiro de 2023 12

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%