Gospel Prime

Teólogos da Convenção Batista do Sul esclarecem significado de “pastor”

today3 de agosto de 2022 14

Fundo
share close

Teólogos batistas do sul dos EUA, publicaram declaração sobre a palavra “pastor” a fim de especificar o significado, como forma de responder questões controvérsias das ordenações de pastoras da Igreja Saddleback, no ano passado.

De acordo com Christian Post, o documento intitulado “Uma Declaração sobre a Fé e Mensagem Batista e a Palavra Pastor”, foi publicado semana passada por presidentes de seminários batistas e o ex-chefe de políticas públicas da denominação.

Albert Mohler e Chuck Jelly, são os signatários e presidentes dos Seminários Teológicos Batista do Sul e de Nova Orleans, respectivamente.

Outro participante da documentação foi Richard Land, antigo presidente da Comissão de Ética e Liberdade Religiosa entre 1988 e 2013.

Segundo informações, o Comitê de Revisão da Confissão, ordenou que os três citados, deveriam escrever para a nova Confissão de Fé e Mensagem Batista. O conteúdo seria um guia de estudo.



O principal objetivo do estudo, é esclarecer o termo “pastor”, e segundo os teólogos não há dúvida a respeito do termo para os batistas do sul.

“Pastor” significa “alguém que cumpre o ofício pastoral e desempenha as funções do pastor”, segundo consta na Mensagem Batista 2000.

A respeito de pastores e diáconos o artigo VI diz que “[enquanto] homens e mulheres são dotados para o serviço na igreja, o ofício de pastor é limitado a homens qualificados pelas Escrituras,” lê-se também na Mensagem Batista 2000.

Os três batistas disseram que a função do ofício e o ofício em si, são a mesma coisa. Afirmaram também, que o comentário sobre a Mensagem Batista 2000 mostra que o papel pastoral é “a responsabilidade de pregar e ensinar”.

“[É] importante entender que a palavra pastor foi escolhida precisamente por causa de sua clareza entre os batistas do sul. A declaração afirma cuidadosamente que homens e mulheres são talentosos para o serviço na igreja, mas o papel do pastor é biblicamente definido e deve ser realizada apenas por homens qualificados pelas Escrituras”, reiteraram na nova declaração.

O comitê decidiu que o termo “pastor” não poderia ser empregado para todas as posições ministeriais, e essa decisão se deu em 2000 quando a Mensagem Batista foi revisada.

Diferente de outras denominações que possuem organização eclesiástica hierárquica, na batista é a igreja local que ordena seus pastores e não a denominação e suas afiliações.

Apesar do debate sobre o que a bíblia diz a respeito do papel pastoral não ser uma novidade, a temática ressurgiu esse ano em reunião na Califórnia.

Isso porque, as recentes ordenações de “pastoras” de Saddleback, estão gerando contrariedades com o que diz a Fé e Mensagem Batista de 2000.

Warren, pastor da igreja do sul da Califórnia, disse na reunião anual que o assunto não é doutrinário e que a denominação não deveria brigar por causa disso.

“À medida que a cultura ocidental se torna mais sombria, mais maligna e mais secular, temos que decidir: vamos nos tratar como aliados ou adversários? Vamos continuar discutindo sobre questões secundárias, ou vamos manter o principal como principal?” perguntou Warren.

As questões que envolvem a desfiliação da Igreja Saddlebak foram adiadas para uma próxima reunião. O comitê está realizando um estudo mais profundo sobre o caso.

De maneira geral, geralmente quem se opõem à ordenação de mulheres como pastoras, são considerados “complementares”.

Isso porque, eles acreditam que certos ofícios podem ser desempenhados apenas por homens. Dentro desse grupo, há quem acredite que apenas o cargo de “pastor sênior” deva ser limitado aos homens.

Por outro lado, os “igualitários” são os que acreditam que as escrituras não especificam apenas o ofício pastoral para os homens.

“Deve ser lembrado que este é um debate sobre eclesiologia, não soteriologia, e deve ser tratado como tal na discussão entre irmãos e irmãs em Cristo” disse Land, um dos envolvidos na emissão da declaração.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Redacao

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

juiz-diz-que-visa-ajudou-a-monetizar-pornografia-infantil

Gospel Prime

Juiz diz que Visa ajudou a monetizar pornografia infantil

Um juiz decidiu que a Visa certamente sabia que sua monetização estava relacionada a pornografia infantil, localizada no site Pornhub e outros sites de sua controladoria. De acordo com Christian Post, o processo foi iniciado na segunda-feira (25) passada, no Tribunal Distrital dos EUA na Califórnia. Serene Fleites, a queixosa, disse que em 2014, o Pornhub tinha um vídeo sexualmente explícito dela sob o título “Morena de 13 anos se […]

today3 de agosto de 2022 22

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%