G1 Mundo

Terremoto em NY: 6 fatos sobre o maior tremor na cidade em 40 anos

today6 de abril de 2024 3

Fundo
share close

O epicentro foi na cidade de Lebanon, em Nova Jersey, a cerca de 64 km de Nova York, de acordo o US Geological Survey (centro de monitoramento geológico dos EUA).

Moradores de NY relataram ter sentido os prédios e casas tremerem e os móveis balançarem durante o terremoto.

Há relatos de rachaduras em calçadas e estradas, mas nenhum dano generalizado foi relatado e as escolas de Nova York foram instruídas a funcionar normalmente.



A governadora do Estado de Nova York, Kathy Hochul, disse que nenhuma situação fatal ou de risco de vida foi relatada, mas que é importante que as pessoas estejam preparadas para possíveis tremores secundários.

É o terremoto mais significativo na área em décadas.

1. Quão frequentes são terremotos em NY?

A cidade não é conhecida por ter grande atividade sísmica, mas na verdade ela sofre diversos “micro terremotos” todo ano, segundo o US Geological Survey (USGS).

No entanto esses tremores são tão fracos e acontecem em uma profundidade tão grande que passam despercebidos pelas pessoas. Somente os sensores sísmicos são capazes de detectá-los.

Desde que o primeiro terremoto foi registrado na cidade, em dezembro de 1737, o Estado de Nova York já teve cerca de 550 terremotos com o epicentro dentro das fronteiras do Estado e também teve registro de efeitos de terremotos centrados em Estados próximos e até no Canadá.

O terremoto desta sexta chamou a atenção justamente por ser bem mais forte do que os tremores que costumam atingir a cidade.

Na tarde de sexta, camisetas para turistas com a frase “eu sobrevivi ao terremoto em NY” já estavam sendo vendidas — Foto: Reuters/Via BBC

2. Maior tremor em 40 anos

O monitoramento de atividade sísmica dos EUA registrou uma magnitude de 4,8 para o terremoto que atingiu a costa leste do país nesta sexta.

Não se trata de um terremoto muito forte – esta magnitude é considerada baixa na escala Richter (que mede a força de terremotos).

No entanto, o tremor foi o mais forte na região em 40 anos – o último com um impacto maior havia sido registrado em 1983, com uma magnitude de 5,1, de acordo com dados no Nesec (consórcio de resposta à emergência de Estados do leste dos EUA).

O terremoto mais forte centrado em Nova York aconteceu em setembro de 1944, com uma magnitude de 5,9. Ele causou grandes danos na cidade de Massena e na cidade de Cornwall, em Ontário, no Canadá.

Momento em que cafeteria de Nova Jersey é atingida por terremoto nesta sexta-feira (05)

Momento em que cafeteria de Nova Jersey é atingida por terremoto nesta sexta-feira (05)

O epicentro de um terremoto é o local na superfície diretamente acima do foco do tremor. O foco, por sua vez, é local (subterrâneo) a partir do qual as ondas sísmicas se espalham.

O epicentro não é necessariamente é o local onde há maiores danos na superfícies.

No terremoto desta sexta, o epicentro foi na cidade de Lebanon, em Nova Jersey, a cerca de 64 km de Nova York, de acordo o US Geological Survey (centro de monitoramento geológico dos EUA).

4. Voos e reunião da ONU interrompidos

O evento sísmico anormalmente forte interrompeu temporariamente o tráfego aéreo nos principais aeroportos do nordeste dos EUA.

Os voos já foram retomados.

Uma reunião do conselho de segurança da ONU (Organização das Nações Unidas) estava em curso quando o tremor atingiu a cidade. O encontro foi interrompido, mas ninguém ficou feriado e não foram registrados danos ao prédio da entidade.

5. Sem grandes danos ou vítimas

As autoridades americanas afirmaram que o terremoto não deixou vítimas fatais nem grandes danos estruturais.

A governadora do Estado de Nova York, Kathy Hochul, disse que nenhuma situação fatal ou de risco de vida foi relatada, mas que é importante que as pessoas estejam preparadas para possíveis tremores secundários.

O presidente Joe Biden disse que entrou em contato com o governador de New Jersey sobre o evento sísmico e afirmou que “tudo está sob controle”.

O USGS, serviço geológico dos EUA, está calculando a possibilidade de tremores secundários e sua eventual força.

O modelo de previsão do USGS se baseia em milhares de dados sobre terremotos anteriores de tamanho semelhante, usando o passado para ajudá-los a prever o futuro.

Os dados são inseridos numa equação matemática que é depois interpretada por sismólogos estatísticos – há sete trabalhndo atualmente com o USGS.

6. Sentido por 42 milhões de pessoas

Segundo estimativa do serviço geológico dos EUA, o terremoto possivelmente foi sentido por cerca de 42 milhões de pessoas.

Além de Nova York, o terremoto atingiu áreas densamente povoadas como as cidades de Boston e Filadélfia.

Áreas a mais de 300 km de distância do epicentro também sentiram tremores, mas de maneira mais fraca – isso compreende uma região que vai desde Washington D.C. até a fronteira com o Canadá.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

com-apoio-de-brasil,-conselho-da-onu-adota-resolucao-contra-venda-armas-a-israel;-saiba-quem-sao-os-paises-fornecedores

G1 Mundo

Com apoio de Brasil, conselho da ONU adota resolução contra venda armas a Israel; saiba quem são os países fornecedores

O texto recomenda ainda que governos interrompam também qualquer operação comercial com Israel que envolva equipamentos militares. O Brasil votou a favor da medida. Atualmente, cinco países vendem armas a Israel, segundo a ONU: Os Estados Unidos;O Reino Unido; A França;A Alemanha;A Austrália. Outros seis países -- Itália, Espanha, Holanda, Bélgica, Japão e Canadá -- também transferiam armas ou equipamentos militares para Israel mas suspenderam as operações após o início […]

today6 de abril de 2024 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%